Fenaban não apresenta proposta de índice e negociação segue sem avanço

25.08.2022

Comando reitera pedido de proposta global e aumento real A 16ª rodada de negociação realizada hoje (25) terminou sem avanços. A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não apresentou proposta de índice. O Comando Nacional dos Bancários conseguiu que os bancos aumentassem a proposta de reajuste da PLR para 100% da inflação (INPC), mas não foi […]

Comando reitera pedido de proposta global e aumento real

A 16ª rodada de negociação realizada hoje (25) terminou sem avanços. A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) não apresentou proposta de índice. O Comando Nacional dos Bancários conseguiu que os bancos aumentassem a proposta de reajuste da PLR para 100% da inflação (INPC), mas não foi apresentada nova proposta para aumento dos salários e demais verbas econômicas, desta forma, manteve a proposta de reajuste de apenas 65% da inflação.

O Comando reiterou o pedido de proposta global, com aumento real dos salários.

O representante da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, Aparecido Roveroni, lamentou a falta de avanços. “Infelizmente tivemos mais um dia de enrolação. Apesar de apresentada a proposta de 100% da inflação (INPC), os bancos mantiveram a compensação de programas próprios, infelizmente isso já tinha sido rejeitado na mesa e foi rejeitado novamente. Reiteramos a cobrança de proposta global para que os sindicatos possam levar amanhã para as assembleias para discussão”, explica.

Perdas da PLR

Os bancos continuam querendo compensar os valores pagos pelos programas próprios na parcela adicional da PLR. Com isso, os bancários de bancos que possuem programas próprios têm perdas diretas na parcela adicional.

Com a correção da PLR pelo INPC, estimada em 8,88%, nos três maiores bancos privados do país (Bradesco, Itaú e Santander) o percentual de distribuição na regra básica cai de 4,97% do lucro distribuído em 2021 para 4,85%. Na parcela adicional a redução seria de 1,69% para 1,67%.

Assembleias

Sindicatos da categoria de todo o país vão realizar assembleias na sexta-feira (26) para que os bancários analisem a proposta da Fenaban e autorize o estado de assembleia permanente.

“Caso não seja apresentada nova proposta, as assembleias irão rejeitar e transformar em assembleias permanentes. Sendo assim, as discussões voltam na semana seguinte”, diz o representante.

Continuidade das negociações

A próxima reunião de negociação está marcada para esta sexta-feira (25), a partir das 14h, presencialmente, em São Paulo.

Notícias Relacionadas

Bancários do Santander assinam Acordo Coletivo de Trabalho

Assinatura ocorreu na sede do Banco e contou com representantes dos bancários e dos bancos Bancários do banco Santander, representados pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander, assinaram nesta terça-feira (27), na sede do Banco, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários. A assinatura aconteceu na sede do Banco Santander, em São […]

Leia mais

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Sindicatos filiados