Fevereiro mês de conscientização às Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort)

03.02.2022

Mergulhando no mês de conscientização às Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort), o dia 28 de fevereiro remete, internacionalmente, aos cuidados necessários a estas enfermidades. Num século de incentivo aos profissionais multitarefas no mercado de trabalho, a doença avança e permeia a vida de milhões de pessoas no […]

Mergulhando no mês de conscientização às Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort), o dia 28 de fevereiro remete, internacionalmente, aos cuidados necessários a estas enfermidades. Num século de incentivo aos profissionais multitarefas no mercado de trabalho, a doença avança e permeia a vida de milhões de pessoas no mundo.

Entre as causas das lesões é necessário atentar-se aos movimentos repetitivos em atividades comuns do cotidiano, seja em casa ou no trabalho. Como exemplo, temos desde a digitação, uso do celular, limpeza caseira até o carregamento de peso excessivo.

No ambiente bancário a sobrecarga de trabalho devido ao funcionamento de agências e departamentos operando com número reduzido de empregados tem potencializado as causas das lesões.

Entre os sintomas é possível se deparar com dificuldades ou redução do uso de membros do corpo, dores localizadas, além de fraqueza e fadiga. O não tratamento dos distúrbios podem gerar tendinites, bursite, lombalgias e mialgias e, claro, o afastamento do trabalho em alguns casos específicos.

De acordo com a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, do Governo Federal, mais de 8 mil auxílios-doença foram concedidos aos trabalhadores com sintomas de LER-Dort apenas em 2020.

Apesar dos perigos da doença, existem tratamentos médicos que abrangem desde o uso de medicamentos, sessões de fisioterapia, cirurgias e até adaptações necessárias do ambiente profissional, conforme a orientação de um médico especializado.

Há também a prevenção às lesões, principalmente no trabalho, por meio da ginástica laboral, que traz exercícios leves voltados a todo o corpo de forma terapêutica. Também é importante a prevenção individual como a execução de uma postura correta da coluna no dia, alongamentos e a manutenção de um estilo de vida saudável, diminuindo o risco de lesões.

Vale destacar que a LER/DORT é considerada uma doença crônica, invisível, muitas vezes irreversível.

De acordo com Gustavo Frias, representante da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) na Mesa Temática de Saúde, é necessário o esforço das instituições para conscientizar e reverter o cenário de ocultação da doença. “Em geral, por medo de ser demitido muitos bancários escondem a doença. É importante observar que trabalhar doente só agrava a situação. Recomenda-se procurar um médico especialista o mais cedo possível”, recomenda o representante.

Fontes:

Agência Brasil

Tua Saúde

Sindicato de Campinas 

Dia Mundial de Combate a Ler 

Notícias Relacionadas

Comando Nacional dos Bancários entregará minuta de reivindicações à Fenaban no dia 18

No mesmo dia, trabalhadores do BB e da Caixa farão a entrega das minutas específicas de cada banco O Comando Nacional dos Bancários entregará à Federação Nacional do Bancos (Fenaban), na próxima terça-feira (18), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho […]

Leia mais

Bancários aprovam minuta de reivindicações da Campanha Nacional 2024

Documento, que servirá de base à renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, será entregue à Fenaban no próximo dia 18 Bancárias e bancários, de todo o Brasil, aprovaram, em assembleias realizadas nesta quinta-feira (13), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Contraf-CUT pede informações à Caixa sobre PDV

Objetivo é garantir a transparência do processo e amenizar ansiedade dos trabalhadores A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) enviou, nesta terça-feira (11), um ofício à Caixa Econômica Federal solicitando informações sobre o Programa de Desligamento Voluntário (PDV) do banco. No ofício, a Contraf-CUT observa que “o prazo de adesão” ao PDV “se […]

Leia mais

Sindicatos filiados