Fórum paritário debate estrutura e empregados por unidade na Caixa

19.12.2013

Fórum paritário discute condições de trabalho. Participou da reunião o representante da Feeb SP/MS, Carlos Augusto Silva (o Pipoca). Os representantes dos empregados no Fórum Paritário sobre Condições de Trabalho voltaram a cobrar da Caixa Econômica Federal respostas para as demandas apresentadas na primeira reunião, cujos eixos são estrutura, empregados por unidade, jornada e assédio […]


Fórum paritário discute condições de trabalho. Participou da reunião o representante da Feeb SP/MS, Carlos Augusto Silva (o Pipoca).

Os representantes dos empregados no Fórum Paritário sobre Condições de Trabalho voltaram a cobrar da Caixa Econômica Federal respostas para as demandas apresentadas na primeira reunião, cujos eixos são estrutura, empregados por unidade, jornada e assédio moral. Os debates em torno desses itens ocorreram durante encontro realizado nesta terça-feira (17), em Brasília, como desdobramento da Campanha Nacional dos Bancários 2013.

Novas agências

Em relação à estrutura e ao aumento das Gilog, a Caixa admitiu que a área de logística estava sobrecarregada devido à estratégia de abrir 500 novas agências por ano. O banco, porém, alegou que essa estratégia foi revista e que o ritmo de abertura diminuiu. Para 2014, a previsão da Caixa é abrir 200 agências. 

Sisag

Outro assunto tratado foi o do Sisag, o sistema do operador de caixa. A Caixa alega que a lentidão se deve à sobrecarga da rede telefônica e a mudança do sistema antigo, que era regional, para esse, que é nacional. Atualmente, são 2.569 agências com Sisag. Segundo a diretora executiva da Contraf, Fabiana Uehara, foi verificada em uma agência de Brasília a inconsistência do sistema com o Sipon (Sistema de Ponto Eletrônico).

Número de empregados por unidade

Sobre os empregados em novas agências, a Caixa admite que faz revisão do critério um ano depois.  Outro ponto discutido foi o do número de empregados por setor, sobretudo em relação a caixas, tesoureiros e avaliadores de penhor. Os representantes dos empregados solicitaram números à Caixa para que esse debate seja feito.

A próxima reunião do fórum paritário está marcada para a data de 21 de janeiro de 2014.

Fonte: Contraf com Fenae  

Notícias Relacionadas

Proposta sobre Teletrabalho vai avançar

Reivindicações da categoria avançam nas negociações sobre trabalho remoto, mas Comando dos Bancários cobra agilidade na resposta sobre a proposta global A proposta da categoria bancária para o trabalho remoto avançou nas negociações realizadas na tarde desta quinta-feira (11) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). “Tivemos evolução no Teletrabalho que se torna cláusula da […]

Leia mais

Caixa se nega a criar GT para discutir contencioso da Funcef

Banco avalia que o tema já é tratado pela própria fundação de previdência dos trabalhadores Em reunião de negociações da Campanha Nacional dos Bancários 2022, realizada nesta quarta-feira (10), com a Comissão Executiva dos Empregados (CEE), a Caixa Econômica Federação se negou a atender a reivindicação para que seja criado um grupo de trabalho (GT) […]

Leia mais

Atos pela democracia ocorrem em todo o País e reafirmam o compromisso contra o autoritarismo

Data de 11 de agosto marca a leitura de um manifesto contra ditadura militar em 1977 Brasileiros de inúmeras regiões do País realizaram nesta quinta-feira (11), atos em defesa do estado democrático de direito. Milhares de entidades representativas foram às ruas manifestar a defesa pela garantia da democracia e do sistema eleitoral eletrônico. A data […]

Leia mais

Sindicatos filiados