Funcionários aprovam paralisação de 24 horas contra a reestruturação do Banco do Brasil

26.01.2021

Greve está prevista para ocorrer na próxima sexta-feira (29) Sindicatos filiados da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul aprovaram ontem (25) por meio de assembleias online e presenciais, a greve de 24h do Banco do Brasil. “Trata-se de mais uma mobilização contra a reestruturação que prevê o desmonte […]

Greve está prevista para ocorrer na próxima sexta-feira (29)

Sindicatos filiados da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul aprovaram ontem (25) por meio de assembleias online e presenciais, a greve de 24h do Banco do Brasil. “Trata-se de mais uma mobilização contra a reestruturação que prevê o desmonte do banco e a demissão de 5 mil funcionários”, explica Jeferson Boava, presidente da Feeb SP/MS.

A ação faz parte do calendário de luta organizado pela Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), Federações e Sindicatos de todo o país.

Na última sexta-feira, o movimento sindical realizou o “Dia Nacional de Luta”, que incluiu protestos presenciais e virtuais, por meio dos canais digitais.

“Foram inúmeras programações que envolveram bancários e bancárias de todo o país. Sindicatos estiveram em agências, postos de atendimentos e outras unidades do banco para dialogar com funcionários e com a população”, destaca Boava. De acordo com o presidente da Feeb, as manifestações foram expressivas também na internet. “Além do tuitaço, nossos representantes se manifestaram, também, por lives e reuniões online com funcionários e enfatizaram os impactos que o desmonte do banco causará para todo o país”, explica.

Veja imagens dos protestos aqui.

Posicionamento jurídico

Nesta quarta-feira (27), deve ocorrer uma reunião, por videoconferência, entre a CEBB, Feeb e assessoria jurídica para definir o ingresso de ações contra a reestruturação do Banco.

Paralisação

Uma paralisação de 24 horas está programada para ocorrer no próximo dia 29. “Entendemos que temos que gradativamente construir um processo de resistência a essa política de desmonte, o engajamento dos funcionários e da sociedade é fundamental”, declara Boava.
 

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados