Greve amplia no terceiro dia: 924 agências fechadas nas bases filiadas

10.10.2020

Nesta sexta-feira, 1º de outubro, a greve por tempo indeterminado dos bancários ampliou em todas as bases sindicais filiadas da Federação de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Já são 924 o número de agências fechadas. Além de atingir 23 das 24 cidades-sedes se espalhou por todas as regiões abrangidas pelos sindicatos. A razão […]

Nesta sexta-feira, 1º de outubro, a greve por tempo indeterminado dos bancários ampliou em todas as bases sindicais filiadas da Federação de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Já são 924 o número de agências fechadas. Além de atingir 23 das 24 cidades-sedes se espalhou por todas as regiões abrangidas pelos sindicatos. A razão do crescimento do movimento é uma só: A falta de proposta da Fenaban.

A insatisfação se reflete por todo o território nacional onde o índice da paralisação aumentou 27% (6.215 agências) ficaram fechadas hoje na comparação com o segundo dia da greve (30/9). "Foi preciso usar a greve para mostrar aos bancos o tamanho da disposição de luta dos bancários pelo índice de 11% de reajuste, por garantia de emprego, melhor PLR, valorização dos pisos, auxílios de um salário mínimo, melhores condições de trabalho, de saúde e segurança", aponta Arnaldo Benedetti, presidente em exercício da Federação. "Os bancários não querem apenas a inflação e estão organizados para ampliar a greve até que uma proposta que atenda suas reivindicações seja apresentada", conclui.

Na segunda-feira, dia 4, o Comando Nacional dos Bancários se reúne às 17 horas em São Paulo para avaliar e organizar o fortalecimento do movimento.

Susan Meire – Feeb SP MS

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados