Greve avança mais nos bairros de Campinas. Na base do Sindicato, 217 agências fechadas

26.09.2013

No oitavo dia, hoje (26), a greve avançou mais nos bairros de Campinas, fechando agências nas Avenidas Saudade e Amoreiras e na Unicamp, totalizando 127 agências em Campinas. Um aumento de 17 agências em relação a ontem (25), quando fecharam 110 agências e departamentos de bancos públicos e privados na cidade. Na região, a greve […]

No oitavo dia, hoje (26), a greve avançou mais nos bairros de Campinas, fechando agências nas Avenidas Saudade e Amoreiras e na Unicamp, totalizando 127 agências em Campinas. Um aumento de 17 agências em relação a ontem (25), quando fecharam 110 agências e departamentos de bancos públicos e privados na cidade. Na região, a greve permanece forte e o número de agências fechadas hoje (26) é igual ao sexto e sétimo dia; ou seja, 90 em 29 cidades. Na base do Sindicato, somando Campinas e região, 217 agências fechadas.A expansão nos bairros começou na terça-feira (24) no Bonfim e Avenida João Jorge; ontem a greve atingiu o bairro Cambuí.

Mesmo com a greve crescendo diariamente, a Fenaban até o momento não se manifestou. A mudez dos banqueiros é um desrespeito a categoria. “Os lucros obtidos no primeiro semestre deste ano pelos seis maiores bancos, que totalizaram R$ 29,6 bilhões, foram alcançados com decisiva contribuição dos bancários. Porém, a Fenaban permanece calada, num completo desrespeito a categoria. Essa intransigência será quebrada pela greve. Os bancários continuam firmes e dispostos a lutar em defesa de seus direitos”, avalia o presidente do Sindicato, Jeferson Boava.

Quem parou no 8º dia: 30 cidades

Campinas e Região: 29 cidades. Água de Lindóia, Americana, Amparo, Arthur Nogueira, Cabreúva, Cosmópolis, Elias Fausto, Engenheiro Coelho, Espírito Santo Pinhal, Estiva Gerbi, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itapira, Itatiba, Jaguariúna, Louveira, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Monte-Mor, Nova Odessa, Pedreira, Paulínia, Santo Antonio de Posse, Serra Negra, Socorro, Sumaré, Valinhos e Vinhedo.

Jairo Gimenez – Seeb Campinas 

 

Notícias Relacionadas

Bancários querem mais contratações, fim das demissões e da precarização

Comando Nacional propõe maior equilíbrio entre dias trabalhados, com momentos de descanso e lazer, com redução da jornada para quatro dias; proposta pode aumentar produtividade e satisfação com o emprego O Comando Nacional dos Bancários se reuniu na manhã desta segunda-feira (27) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na segunda reunião de negociação da […]

Leia mais

Bancários negociam com Federação Nacional dos Bancos nesta segunda-feira (27)

Temas Emprego e Terceirização são os primeiros temas a serem discutidos A Campanha Nacional do Bancário, iniciada na última semana, segue hoje (27) com mais uma negociação. Federações, associações e representação sindical negociam com a Federação Nacional dos Bancos as pautas “Emprego e Terceirização”. Os temas foram definidos pelo Comando Nacional dos Bancários na última […]

Leia mais

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Sindicatos filiados