Greve pega gerentes do Bradesco de surpresa e banco é totalmente fechado em Sorocaba

20.09.2013

A greve dos bancários teve início dia 19 de setembro em todo território nacional. Em Sorocaba, um fato inédito aconteceu na greve deste ano: o movimento sindical concentrou forças nas agências centrais do banco Bradesco, conseguindo fazer com que o banco permanecesse totalmente fechado durante os dois dias de greve – 19 e 20 de […]

A greve dos bancários teve início dia 19 de setembro em todo território nacional. Em Sorocaba, um fato inédito aconteceu na greve deste ano: o movimento sindical concentrou forças nas agências centrais do banco Bradesco, conseguindo fazer com que o banco permanecesse totalmente fechado durante os dois dias de greve – 19 e 20 de setembro. Em Sorocaba, o Bradesco sempre foi um banco que deu trabalho para o movimento sindical, por sua política de desrespeito ao direito de greve dos funcionários, garantido por lei.

“Mas esse ano foi diferente. Conseguimos fechar as três agências do Bradesco no centro de Sorocaba e mostrar que o banco tem que respeitar o movimento grevista, como todos os outros bancos. Durante apenas um ano, o Bradesco demitiu 42 funcionários em Sorocaba. Isso mostra que independente de o bancário aderir ou não à greve, ele será demitido caso não bata sua meta, pois o que importa para o banco é o lucro. Ele não demite quem dá lucro, mesmo que esse funcionário faça greve”, explica Julio Cesar Machado, presidente do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região.

Cerca de 100 funcionários do Bradesco ficaram fora de suas agências, mas numa atitude de total desespero, a gerência ligava nos celulares dos funcionários, insistentemente, ameaçando e coagindo para que todos entrassem trabalhar. Para o movimento sindical, essa atitude mostra o terrorismo que o banco está acostumado a fazer com seus funcionários e a falta de preparo dos gerentes para lidar com o movimento grevista. “O mesmo tom usado para amedrontar para a volta ao trabalho, é o tom usado para cobrar metas diariamente. Isso explica porque aumentam a cada ano, os casos de infarto e outras doenças graves, que levam o bancário – mesmo com pouca idade – a fazer uso de medicamentos tarja preta”, explica Julio.

Outros bancos

Os demais bancos estão aderindo à greve em Sorocaba e região, que cresce à medida em que passam os dias, como em todos os anos. A Caixa Econômica Federal fechou todas as suas agências em Sorocaba e nas cidades da região. O Banco do Brasil fechou agência no centro de Sorocaba e nas cidades de Araçoiaba da Serra, Tatuí, Pilar do Sul e Boituva. O Santander tem cinco agências fechadas em Sorocaba e uma em Araçoiaba da Serra.
 
Juliana Alonço – Seeb Sorocaba

Notícias Relacionadas

Banco do Brasil aprova atualização da Tabela PIP para beneficiar trabalhadores do Previ Futuro

Mudança na Pontuação Individual do Participante permite aumento na contribuição adicional e soma mais recursos para a aposentadoria, atendendo a antiga reivindicação dos funcionários O Banco do Brasil aprovou as mudanças na Tabela PIP (Pontuação Individual do Participante), uma reivindicação antiga dos trabalhadores, que permitirá aumentar a contribuição adicional para a aposentadoria. O anúncio foi […]

Leia mais

Eleições da Funcef: votação segue até sexta-feira (19)

Participantes da ativa e assistidos dos planos de previdência podem votar até sexta-feira (19), mas a orientação é não deixar para a última hora Teve início nesta terça-feira (16), a votação para as Eleições Funcef. Participantes dos planos de previdência da Funcef podem votar para definir quem vai ocupar a diretoria de Administração e Controladoria, […]

Leia mais

Feeb SP/MS dá posse para nova Diretoria

                Diretoria eleita assume quadriênio 2024/2028 A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) empossou a nova diretoria da entidade, eleita durante o VIII Congresso Interestadual, realizado em março, em São Paulo. A posse foi oficializada no dia 08 […]

Leia mais

Sindicatos filiados