HSBC fecha contra demissões em Campinas

04.08.2014

Em protesto contra as demissões, os funcionários das agências Centro e Nova Cambuí cruzaram os braços hoje (04/08) durante todo o dia. Nas duas últimas semanas, o HSBC fechou mais de quatro postos de trabalho em Campinas. No período de um ano (maio 2013 a maio de 2014) foram demitidos 45 funcionários na base do […]

Em protesto contra as demissões, os funcionários das agências Centro e Nova Cambuí cruzaram os braços hoje (04/08) durante todo o dia. Nas duas últimas semanas, o HSBC fechou mais de quatro postos de trabalho em Campinas. No período de um ano (maio 2013 a maio de 2014) foram demitidos 45 funcionários na base do Sindicato, que é composta por 37 cidades. E mais: nos três primeiros meses deste ano, foram fechadas 20 agências no país e 142 funcionários foram demitidos. “A onda de demissões não para. Hoje, o protesto é de 24h. Queremos valorização dos funcionários e mais contratações. Não bastasse a cobrança por metas, que adoecem os trabalhadores bancários, o volume de serviço é exagerado diante da falta de pessoal”, avalia o diretor do Sindicato, Danilo Anderson.

Agências de negócios

A exemplo do Itaú, a partir de hoje a unidade Centro em Campinas vira agência de negócios. As portas giratórias com dispositivo detector de metais e o serviço de vigilantes foram mantidos e os funcionários que não integram o projeto foram realocados, conforme compromisso do HSBC assumido com o Sindicato. “O Sindicato vai acompanhar de perto todo o processo de implantação do novo modelo de agência. O papel do Sindicato é defender os interesses dos funcionários e lutar pela garantia, manutenção do nível de emprego”, ressalta o diretor do Sindicato dos Bancários de Campinas e Região, Danilo Anderson.

Jairo Gimenez – Seeb Campinas 

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados