HSBC tem lucro de US$ 15,3 bilhões em 2012 e eleva dividendo

05.03.2013

LONDRES – O HSBC informou nesta segunda-feira que vai pagar aos acionistas mais dividendos neste ano após ter conseguido aumentar sua posição de capital com a venda de ativos. Porém o banco voltou a mostrar resultados abaixo das metas estipuladas há dois anos pelo presidente-executivo, Stuart Gulliver. A instituição financeira reportou lucro líquido de US$ […]

LONDRES – O HSBC informou nesta segunda-feira que vai pagar aos acionistas mais dividendos neste ano após ter conseguido aumentar sua posição de capital com a venda de ativos. Porém o banco voltou a mostrar resultados abaixo das metas estipuladas há dois anos pelo presidente-executivo, Stuart Gulliver.

A instituição financeira reportou lucro líquido de US$ 15,33 bilhões no acumulado do ano passado, um declínio de 14,5% na comparação com os US$ 17,94 bilhões de 2011. Parte da queda é um reflexo de aumento de tributos.

O lucro antes de impostos totalizou US$ 20,64 bilhões no período ante US$ 21,87 bilhões em todo o ano de 2011.

Os créditos inadimplentes do grupo caíram para US$ 8,31 bilhões em 2012 ante US$ 12,31 bilhões no ano anterior, em razão de menores encargos com financiamentos imobiliários, de veículos e cartão de crédito na unidade do HSBC nos Estados Unidos.

O retorno sobre o patrimônio recuou de 10,9% para 8,4%, abaixo da meta de 12% a 15% que o banco espera começar a atingir neste ano. Em reflexo de despesas nos negócios, o nível de eficiência piorou de 62,8% em 2012 ante 57,5% em 2011, ficando acima do alvo de 48% a 52% – quanto menor esse indicador, mais eficiente é a instituição.

O banco anunciou que ambas as metas foram prejudicadas por encargos de indenização de clientes por problemas em produtos vendidos e despesas regulatórias, incluindo um acordo de US$ 1,9 bilhão pela infração de lei contra lavagem de dinheiro nos EUA.

Além disso, a taxa de retorno sobre patrimônio foi afetada por mudanças no valor justo da dívida do HSBC. Os bancos contabilizam o valor a mercado de sua dívida, capturando alta ou queda nos preços em caso de recompra dos papéis no mercado.

Por outro lado, a posição de capital da instituição melhorou após a venda de ativos e áreas de negócios, incluindo sua participação na seguradora chinesa Ping An. O nível de capital de melhor qualidade (Tier 1) era de 12,3% ao fim de 2012, ante 10,1% no ano anterior.

Com isso, a instituição informou que vai elevar a distribuição de dividendos no primeiro trimestre deste ano, de US$ 0,09 por ação para US$ 0,10 por ação. Somente no quarto trimestre do ano passado, o banco pagou US$ 0,18 por ação, US$ 0,04 a mais do que o dividendo final de 2011. Em todo o ano de 2012, o HSBC pagou US$ 0,45 por ação, totalizando US$ 8,3 bilhões.

O banco vendeu ou fechou 46 unidades em todo o mundo desde que Gulliver anunciou uma nova estratégia, em maio de 2011, que visa cortar custos e se concentrar em mercados com maior crescimento.

Fonte: Valor Econômico, com Dow Jones Newswires

Notícias Relacionadas

Teletrabalho: CEE recusa proposta apresentada pelo banco

Proposta sobre teletrabalho retrocede e é prejudicial aos trabalhadores   A Comissão Executiva dos Empregados (CEE) da Caixa Econômica Federal se reuniu ontem (16) com o banco para mais uma rodada de negociação. Na ocasião foi analisada a proposta sobre teletrabalho apresentada pelo Banco. Representantes dos trabalhadores recusaram a proposta e destacaram retrocesso e medidas […]

Leia mais

BB insiste em reduzir ciclos avaliatórios da GDP

Campanha Nacional O Banco do Brasil voltou a propor a redução dos ciclos avaliatórios da Gestão de Desempenho Profissional (GDP), durante a sétima rodada virtual de negociação da pauta específica com a Comissão de Empresa (CEBB), realizada nesta terça-feira, dia 16 de agosto. O banco quer apenas um ciclo avaliatório para descomissionar; o aditivo à […]

Leia mais

Financiários se reúnem com a Fenacrefi nesta quarta-feira (17)

Reunião será a primeira negociação da Campanha Nacional 2022 A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) participa nesta quarta-feira (17), junto com demais representantes dos financiários, da primeira negociação da Campanha Nacional 2022, com a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi). Inicialmente, […]

Leia mais

Sindicatos filiados