HSBC vai rever demissões irregulares

14.11.2014

Negociação continua na terça-feira e até lá não pode haver cortes. Já está garantida revisão das dispensas de afastados por problemas de saúde, com doenças graves como câncer e Aids, grávidas e trabalhadores na pré-aposentadoria São Paulo – Os trabalhadores conseguiram o primeiro avanço nas negociações com o HSBC. Na rodada realizada na sexta-feira 14, […]

Negociação continua na terça-feira e até lá não pode haver cortes. Já está garantida revisão das dispensas de afastados por problemas de saúde, com doenças graves como câncer e Aids, grávidas e trabalhadores na pré-aposentadoria
São Paulo – Os trabalhadores conseguiram o primeiro avanço nas negociações com o HSBC. Na rodada realizada na sexta-feira 14, os representantes dos sindicatos de São Paulo, de Curitiba e da Contraf-CUT conseguiram garantir que a direção do banco reveja as demissões de afastados por problemas de saúde (ocupacional, câncer, Aids), grávidas e trabalhadores na pré-aposentadoria.

O Sindicato já está mapeando todos os casos e vai orientar esses bancários.

A negociação segue na terça-feira 18 e até lá as dispensas continuam suspensas. “Esse foi um importante avanço, porque esses trabalhadores demitidos irregularmente teriam de entrar na Justiça para ter os seus direitos garantidos, o que demoraria muito mais”, ressalta a presidenta do Sindicato, Juvandia Moreira, que participa das reuniões com a instituição financeira. “Vamos continuar a luta para que o HSBC pare com os cortes e reverta outras demissões.”

Fonte: Sindicato São Paulo

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados