Idosa entra armada no Itaú e bancários retardam abertura das agências

02.08.2012

Bancários de São José do Rio Preto retardaram nesta quinta-feira, dia 2, a abertura das agências do banco Itaú em uma hora. O protesto ocorreu um dia após a aposentada Janete Benfati, de 74 anos, ter sido presa depois de entrar armada com um revólver em uma das agências do banco e ameaçar um funcionário […]

Bancários de São José do Rio Preto retardaram nesta quinta-feira, dia 2, a abertura das agências do banco Itaú em uma hora. O protesto ocorreu um dia após a aposentada Janete Benfati, de 74 anos, ter sido presa depois de entrar armada com um revólver em uma das agências do banco e ameaçar um funcionário do caixa.
De acordo com o boletim de ocorrência, ela teria voltado ao banco por causa de R$ 50 que faltavam de um cheque descontado no dia anterior. Os funcionários conseguiram acalmar a mulher que guardou a arma na bolsa e voltou para casa. Acionaram a Polícia Militar, que movimentou cinco viaturas, quatro motocicletas e o helicóptero Águia para prender a idosa. Ela foi detida ao chegar ao prédio onde mora.

“Queria mostrar a arma para ver se eles ficavam com medo e me devolviam meus R$ 50. Não podiam me devolver? Um banco rico desses, Itaú, cinco estrelas. Não, não querem devolver para mim”, disse a mulher, na Central de Flagrantes da Polícia Civil, para onde foi levada pelos policiais e o delegado de plantão determinou a prisão e estipulou fiança de R$ 630 para poder liberá-la.

“Fatos como esse mostram a fragilidade do sistema de segurança dos bancos”, afirma o diretor do Sindicato dos Bancários de Rio Preto, Júlio César Grochovcski, o Foguinho, que juntamente com outros diretores organizaram o protesto que retardou a abertura das agências do Itaú. Foguinho lembra que o mesmo tipo de protesto já tinha sido feito há cerca de um mês contra as demissões ocorridas no Itaú. “O Itaú foi o banco que mais lucrou nos primeiros meses deste ano e também foi o banco que mais demitiu funcionários. Não podemos aceitar essa disparidade”.

Outros diretores do Sindicato alertam que não é só o Itaú que não se preocupa com a segurança dos funcionários e de seus clientes. A maioria das agências do Bradesco na cidade não possui portas giratórias, em flagrante desrespeito à legislação municipal que obriga esse tipo de equipamento em todos os estabelecimentos bancários.

A obrigatoriedade da instalação de portas giratórias nas agências é um dos itens da pauta de negociação da Campanha Salarial Nacional de 2012 dos bancários. As primeiras rodadas de negociação com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) estão marcadas para os próximos dias 7,8, 15 e 16 de agosto, em São Paulo.

Fonte: SEEB São José do Rio Preto

Notícias Relacionadas

Eleições Economus – Ainda dá tempo de votar!

Passamos da metade do período do pleito, que vai eleger dois membros ao conselho deliberativo e um membro ao conselho fiscal do Economus. Até esta sexta-feira (19), 28% dos eleitores haviam exercido o direito ao voto. A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB SP/MS) e seus sindicatos […]

Leia mais

Banco do Brasil aprova atualização da Tabela PIP para beneficiar trabalhadores do Previ Futuro

Mudança na Pontuação Individual do Participante permite aumento na contribuição adicional e soma mais recursos para a aposentadoria, atendendo a antiga reivindicação dos funcionários O Banco do Brasil aprovou as mudanças na Tabela PIP (Pontuação Individual do Participante), uma reivindicação antiga dos trabalhadores, que permitirá aumentar a contribuição adicional para a aposentadoria. O anúncio foi […]

Leia mais

Eleições da Funcef: votação segue até sexta-feira (19)

Participantes da ativa e assistidos dos planos de previdência podem votar até sexta-feira (19), mas a orientação é não deixar para a última hora Teve início nesta terça-feira (16), a votação para as Eleições Funcef. Participantes dos planos de previdência da Funcef podem votar para definir quem vai ocupar a diretoria de Administração e Controladoria, […]

Leia mais

Sindicatos filiados