Instalado GT para investigar causas dos adoecimentos na categoria bancária

08.11.2013

Grupo de trabalho foi uma das conquistas da Campanha de 2013 e vai discutir as causas dos afastamentos. Nova reunião dia 28  O grupo de trabalho formado por representantes dos bancos e dos bancários para investigar as causas dos adoecimentos no setor se reuniu pela primeira vez nesta quinta-feira, 7, em São Paulo. O GT, […]

Grupo de trabalho foi uma das conquistas da Campanha de 2013 e vai discutir as causas dos afastamentos. Nova reunião dia 28 

O grupo de trabalho formado por representantes dos bancos e dos bancários para investigar as causas dos adoecimentos no setor se reuniu pela primeira vez nesta quinta-feira, 7, em São Paulo. O GT, conquista na campanha de 2013, é resultado da preocupação dos bancários com o crescente número de trabalhadores afastados por motivo de saúde. 

Em 2012, 21.144 bancários foram oficialmente afastados de suas funções pelo INSS, mas estima-se que grande parte dos pedidos de afastamentos esteja sendo negada e que o número de bancários que adoecem possa chegar a 60 mil por ano em todo o Brasil.

Na reunião, o Comando Nacional reivindicou amplo acesso a dados sobre afastamentos para que possa ser feito o diagnóstico mais abrangente possível. "Queremos verificar as causas dos adoecimentos para que possamos criar meios de prevenção e para isso precisamos de amplo acesso a todos esses dados", afirma o representante da Feeb SP/MS no Coletivo Nacional de Saúde do Trabalhador, Gustavo Frias. A Fenaban se comprometeu que os seis maiores bancos vão disponibilizar  para o movimento sindical os dados dos afastamentos superiores a 15 dias.

Uma nova reunião, com participação de médicos do trabalho, psicólogos e negociadores de ambas as partes, ficou agendada para o dia 28 de novembro.
 
*Com informações da Contraf 

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados