Itaú apresenta programa de retorno para trabalhadores com afastamento médicos

17.03.2022

Banco de horas negativas e programa de remuneração variável também foram debatidos A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú e a direção do banco, se reuniu na tarde de ontem (16) para debater pautas como o retorno ao trabalho dos afastados por licença médica, banco de horas negativas e programa de remuneração variável. […]

Banco de horas negativas e programa de remuneração variável também foram debatidos

A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú e a direção do banco, se reuniu na tarde de ontem (16) para debater pautas como o retorno ao trabalho dos afastados por licença médica, banco de horas negativas e programa de remuneração variável.

Ao iniciar a negociação representantes do Itaú informaram a falta de tempo hábil para o retorno da proposta de compensação das horas negativas.

Durante reunião anterior, realizada na última semana, o movimento sindical propôs o abono das horas aos funcionários que continuassem em débito, após a data de vencimento do acordo, marcada para o 31 de agosto. A proposta fala especialmente do caso das gestantes. De acordo com a avaliação dos trabalhadores, trata-se de um grupo pequeno que não conseguiu repor as horas por falta de equipamentos ou por problemas pessoais.

Programa Recomece

A reunião teve continuidade com a apresentação pelo banco do programa Recomece. Já em fase de testes no Rio de Janeiro, o projeto é voltado para todos os colaboradores que estão aptos a retornar ao trabalho após afastamento por problemas de saúde e que necessitam de um retorno gradual.

De acordo com a explanação do banco, o acesso ao programa é automático aos trabalhadores que ficaram mais de 180 dias afastados. Já o ingresso dos funcionários que ficaram menos de 180 dias afastados se dará por indicação médica.

 Como funciona

O Recomece oferece curso de atualização, ajustes de metas, retorno gradativo, acompanhamento por assistente social e psicólogo. A duração é de 15 dias e pode ser ampliada por mais 15 dias. Se ainda após este período o trabalhador não estiver apto ele será encaminhado para o INSS.

A ausência da medicina ocupacional do banco no programa foi uma das falhas apontadas pelo movimento sindical. A representação dos trabalhadores ressaltou também, a importância da recomendação do médico assistente, ou seja, aquele que acompanha o dia a dia do trabalhador e a evolução dos seus casos de doenças.

O movimento sindical ainda, cobrou transparência nos processos de testagens de novos projetos.

O tema será debatido pelo GT de Saúde nos próximos dias.

Remuneração

A COE Itaú cobrou do banco um GT específico para debater remuneração. Apesar das mudanças do Gera, ainda não conseguimos nos aproximar de um ideal. É preciso fortalecer nossos pontos de vista e ampliarmos as discussões”, explica Reginaldo Breda, secretário geral da Federação dos Bancários.

A construção de um programa em conjunto com o banco, com metas e remunerações determinadas por ambas as partes foi destacada pelo movimento sindical.

 

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados