Itaú terá que reintegrar funcionário com deficiência demitido sem justa causa

07.06.2013

A 1ª Turma do TRT/RJ condenou o Itaú Unibanco S.A a reintegrar um funcionário com deficiência que foi reabilitado e demitido sem justa causa. De acordo com a decisão, na época da dispensa, o banco não observou o número mínimo de empregados reabilitados ou com deficiência física conforme determinado por lei. Segundo o tribunal, embora […]

A 1ª Turma do TRT/RJ condenou o Itaú Unibanco S.A a reintegrar um funcionário com deficiência que foi reabilitado e demitido sem justa causa. De acordo com a decisão, na época da dispensa, o banco não observou o número mínimo de empregados reabilitados ou com deficiência física conforme determinado por lei.

Segundo o tribunal, embora a norma jurídica não assegure à pessoa com deficiência e reabilitada a estabilidade no emprego. Sendo assim, o empregador pode dispensar o seu empregado, mas deve contratar um substituto em condições semelhantes. Por isso, o tribunal determinou o restabelecimento do contrato de trabalho e o cancelamento da baixa da Carteira de Trabalho. O banco também terá que pagar todos salários devidos entre o período da dispensa e a efetiva reintegração, além das demais verbas trabalhistas e benefícios.

Na sentença de primeiro grau, o pedido de reintegração foi considerado improcedente. Porém, o empregado, que foi submetido a programa de reabilitação profissional do INSS e retornou ao trabalho com determinadas restrições, recorreu da decisão. O banco vinha se adequando aos percentuais previstos na legislação referentes à contratação de pessoas reabilitadas e com deficiência, conforme o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público do Trabalho. Entretanto, o segundo grau observou que esses documentos não demonstraram que a empresa, efetivamente, tenha contratado trabalhador substituto de condição semelhante ao autor, quando este foi dispensado, em 2010.

Fonte: Extra

Notícias Relacionadas

SANTANDER: Banco anuncia avanços em reunião com representantes dos funcionários

Negociações com a COE avança em medidas de benefício e capacitação O Santander anunciou nesta quinta-feira (22), durante a reunião com representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE) Santander, avanços em medidas que beneficiam os funcionários. O encontro ocorreu em formato híbrido e contou com a participação de representantes dos funcionários e do banco. […]

Leia mais

BB prioriza diversidade na expansão das Gepes

Mulheres, negros, indígenas e PcDs terão prioridade no programa que irá dobrar a rede de Gestão de Pessoas O Banco do Brasil anunciou, nesta quarta-feira (21), um programa de expansão da rede de Gestão de Pessoas (Gepes). Durante a reunião com membros da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), o banco […]

Leia mais

COE do Bradesco discute reestruturação no banco

 Sindicato expressa preocupação com direção futura da instituição financeira A Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco se reuniu na última terça-feira (20), na sede da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), em São Paulo, para discutir a reestruturação anunciada pelo novo presidente do banco, Marcelo Noronha, em 7 de fevereiro, sem […]

Leia mais

Sindicatos filiados