Juros atuariais do PREVI Futuro passam para 5%a.a.

07.01.2013

Entrou em vigor no dia 2 de janeiro deste ano, a nova taxa de juros atuariais do Plano PREVI Futuro. Motivada pela redução de juros da economia brasileira, a alteração da taxa de 5,5% para 5% foi aprovada pelo Conselho Deliberativo em 14/12. Entenda os impactos da redução da taxa O benefício a ser pago […]

Entrou em vigor no dia 2 de janeiro deste ano, a nova taxa de juros atuariais do Plano PREVI Futuro. Motivada pela redução de juros da economia brasileira, a alteração da taxa de 5,5% para 5% foi aprovada pelo Conselho Deliberativo em 14/12.

Entenda os impactos da redução da taxa

O benefício a ser pago futuramente ao participante do PREVI Futuro é construído com base em três pilares: o tempo de contribuição para o plano, os níveis de contribuição e a expectativa de retorno dos investimentos. A alteração da taxa de juros atuariais envolve esse último item.

Como a economia do País passou a trabalhar com juros mais baixos, a expectativa de remuneração dos investimentos precisa ser adequada a metas realistas. Dessa forma, a Política de Investimentos de cada plano de benefícios considera a meta de juros atuariais e os três pilares mencionados na construção da macroalocação dos recursos de cada plano.

Benefícios futuros

Nos planos Contribuição Variável (CV), como é o caso do PREVI Futuro, taxas menores provocam queda nos benefícios programados quando de seu cálculo, devido ao menor retorno projetado. Dessa forma, a redução da taxa atuarial do PREVI Futuro de 5,5%a.a. para 5%a.a. reduz também a projeção do benefício futuro da Parte II do Plano e impacta diretamente os benefícios calculados a partir de janeiro de 2013.

Simule seu benefício

No Autoatendimento do site PREVI, está disponível o Simulador de Renda do PREVI Futuro. A partir de 2/1/2013, o simulador utilizará a nova taxa atuarial de 5%a.a. nas projeções dos cálculos do benefício futuro.

Redução da taxa atuarial impacta empréstimos e financiamentos

As operações, que já praticavam as menores taxas do mercado, ficam mais baratas para o participante.

Com a aprovação da redução da taxa de juros atuariais do Plano PREVI Futuro de 5,5% para 5% ao ano, as operações de Empréstimo Simples e de Financiamento Imobiliário contratadas pelos participantes do Plano PREVI Futuro passam a ter novas taxas a partir de 2/1.

Os sistemas estão sendo ajustados para contemplar as alterações e processar eventuais acertos nos saldos devedores.

Fonte: Previ

 

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados