Justiça determina que Caixa cumpra medidas de combate ao assédio

27.10.2022

Na última quarta-feira (26), a Justiça do Trabalho determinou que a Caixa Econômica Federal cumpra imediatamente medidas para combater o assédio moral, sexual e a discriminação. A decisão da  Justiça do Trabalho leva em conta as denúncias realizadas em junho por funcionárias da Caixa contra o então presidente Pedro Guimarães, alvo de três acusações de […]

Na última quarta-feira (26), a Justiça do Trabalho determinou que a Caixa Econômica Federal cumpra imediatamente medidas para combater o assédio moral, sexual e a discriminação.

A decisão da  Justiça do Trabalho leva em conta as denúncias realizadas em junho por funcionárias da Caixa contra o então presidente Pedro Guimarães, alvo de três acusações de assédio sexual e nove por assédio moral. No final de setembro, o MPT pediu que a Justiça o condene a pagar R$ 30 milhões pelos crimes citados pelos funcionários da Caixa.

Confira as medidas determinadas pela Justiça do Trabalho, segundo o MPT:

Caixa fica proibida de:

  • Praticar assédio moral, sexual e discriminação;
  • Perseguir empregados que tenham feito denúncias;
  • Restringir a promoção de mulheres por terem se beneficiado de ação coletiva;
  • Pesquisar o posicionamento político de candidatos a cargos de gestão.

 Caixa fica obrigada a:

  • Adotar providências em no máximo 30 dias quando receber denúncias de assédio moral e sexual;
  • Concluir a apuração do caso em no máximo 90 dias;
  • Oferecer apoio psicológico à vítima;
  • Oferecer suporte para representação criminal contra o assediador, quando a apuração concluir que houve assédio.

Relembre o caso

Pedro Guimarães foi acusado de assédio sexual por várias empregadas da Caixa, informação divulgada na terça-feira (28), pelo site Metrópoles. Em poucos minutos a notícia ganhou repercussão nacional, em especial na Câmara dos Deputados, onde vários parlamentares pediram em plenário a demissão do executivo.

Segundo a reportagem, no fim do ano passado, um grupo de empregadas ligadas ao gabinete da presidência da Caixa, romperam o silêncio com uma denúncia, ao Ministério Público Federal (MPF), do assédio sexual que vinham sofrendo. Desde então, o MPF toca as investigações em sigilo. Cinco das vítimas falaram à reportagem citada sob anonimato.

Nos testemunhos, elas contam que foram abusadas com toques em partes íntimas sem consentimento, falas e abordagens inconvenientes e convites desrespeitosos, por parte do presidente da entidade. A maior parte dos relatos está ligada a atividades do programa Caixa Mais Brasil, realizadas em todo o país. Pelo programa, desde 2019, já ocorreram mais de 140 viagens, em que estavam Pedro Guimarães e equipe. Nesses eventos profissionais, todos ficam no mesmo hotel, onde ocorria o assédio.

Notícias Relacionadas

Caixa propõe usar GDP na Promoção por Mérito

Na terceira rodada de negociação, Caixa rejeita proposta apresentada pelos representantes dos empregados e insiste na utilização da GDP O Grupo de Trabalho (GT) sobre Promoção por Mérito na Caixa Federal se reuniu ontem (29) com representantes do banco para a terceira reunião sobre o tema. A primeira ocorreu no último dia 10 e a […]

Leia mais

Vitória da Categoria: PL 1043 é retirado da pauta de votação

Projeto de Lei que autoriza a abertura das agências e o trabalho bancário aos sábados, domingos e feriados foi retirado da pauta de votação na CDC da Câmara dos Deputados; pressão da categoria foi fundamental O Projeto de Lei 1.043/2019, que autoriza a abertura de agências e o trabalho bancário aos sábados domingos e feriados foi […]

Leia mais

COE Bradesco discute minuta específica com Banco

Representantes reforçaram importância da liberação do auxílio academia Gympass Representantes dos empregados do Bradesco estiveram nesta terça-feira (29) reunidos com o banco para tratar da minuta específica. Entre as pautas foram tratadas questões relacionadas a melhorias no emprego, na educação e na saúde e bem-estar do funcionário. Durante a reunião representantes da Comissão de Organização […]

Leia mais

Sindicatos filiados