Lucro de R$ 9,3 bilhões do Itaú no 1º semestre é recorde para o período

05.08.2014

Do G1, em São Paulo O Itaú Unibanco anunciou nesta terça-feira (5) que teve lucro líquido de R$ 9,318 bilhões no primeiro semestre de 2014, acima dos R$ 7,055 bilhões registrados no segundo semestre do ano anterior. De acordo com a consultoria Economatica, o lucro do Itaú nos seis primeiros meses deste ano é o […]

Do G1, em São Paulo

O Itaú Unibanco anunciou nesta terça-feira (5) que teve lucro líquido de R$ 9,318 bilhões no primeiro semestre de 2014, acima dos R$ 7,055 bilhões registrados no segundo semestre do ano anterior.

De acordo com a consultoria Economatica, o lucro do Itaú nos seis primeiros meses deste ano é o maior da história do banco considerando esse período. O líder entre os bancos é o Banco do Brasil, que, no primeiro semestre de 2013 alcançou lucro de R$ 10 bilhões.

No segundo trimestre, o lucro da instituição chegou a R$ 4,899 bilhões, acima dos R$ 4,419 bilhões registrados nos três primeiros meses do ano.

Em bases recorrentes, o lucro do maior banco privado do país atingiu R$ 4,973 bilhões. A previsão média de sete analistas consultados pela Reuters para esta linha era de R$ 4,634 bilhões.

No fim de junho, a carteira de crédito do Itaú Unibanco somava R$ 487,623 bilhões, com expansão de 9,6% em 12 meses. Os destaques foram os segmentos de consignado (62,1%), imobiliário (26,1%) e cartão de crédito (28,6%).

O índice de inadimplência da carteira do banco, medido pelo saldo de operações vencidas com mais de 90 dias, chegou a 3,4% no final do semestre, ante 4,2% um ano antes. Foi o oitavo trimestre consecutivo de queda.

As despesas do Itaú Unibanco com provisões para perdas com calotes somaram 4,465 bilhões de reais no período. Descontados valores obtidos com recuperação de crédito, o montante foi de R$ 3,23 bilhões, ante R$ 3,16 bilhões no trimestre anterior e R$ 3,65 bilhões em igual trimestre do ano passado.

A rentabilidade sobre o patrimônio líquido, índice que mede como os bancos remuneram o capital de seus acionistas, ficou em 23,7% para o Itaú Unibanco no trimestre, em bases recorrentes. O número tinha sido de 22,6% de janeiro a março e 19,3% no segundo trimestre de 2013.

Notícias Relacionadas

Conferência Interestadual aprova eixos para Conferência Nacional de 2024

Sindicatos dos Bancários debateram propostas e aprovaram pautas em defesa do trabalhador. Documento será apresentado em Conferência Nacional para discussão na Campanha Salarial de 2024 Delegações de 21 regionais dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul se reuniram nesta quinta e sexta-feira, 11 e 12 de abril, para debater propostas que serão […]

Leia mais

Abertura da Conferência Interestadual da Feeb SP/MS conta com delegações de 21 regionais

  Primeiro dia de evento amplia visão sobre o futuro do Sistema Financeiro, Cenário Econômico Nacional e Avanço Tecnológico  A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) abriu nesta quinta-feira (11) a Conferência Interestadual dos Bancários de 2024. O tema central do evento deste ano é “Categoria […]

Leia mais

Proposta da Caixa para PcD é frustrante

Contudo, houve definição sobre pagamento dos deltas da promoção por mérito A proposta da Caixa Econômica Federal sobre redução de jornada e priorização de empregadas e empregados PcD, ou que tenham filhos de até seis anos com deficiência, frustrou a representação dos trabalhadores. “Na proposta do banco, somente há possibilidade de redução da jornada com […]

Leia mais

Sindicatos filiados