Maioria dos sindicatos filiados aprova proposta da Fenaban, do BB e da CEF e encerra greve

11.10.2013

Bancários conquistaram reajuste de 8%, valorização do piso e da PLR, cláusulas sobre proibição de cobrança de resultados no celular, abono-assiduidade de um dia por ano e vale-cultura  Os bancários de Araçatuba, Campinas, Franca, Guaratinguetá, Jaú, Marília, Piracicaba, Presidente Venceslau, Ribeirão Preto, Santos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba, Tupã e […]

Bancários conquistaram reajuste de 8%, valorização do piso e da PLR, cláusulas sobre proibição de cobrança de resultados no celular, abono-assiduidade de um dia por ano e vale-cultura 

Os bancários de Araçatuba, Campinas, Franca, Guaratinguetá, Jaú, Marília, Piracicaba, Presidente Venceslau, Ribeirão Preto, Santos, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Sorocaba, Tupã e Votuporanga aprovaram, em assembleia realizada nesta sexta-feira, 11, a proposta apresentada pela Federação dos Bancos (Fenaban), Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal e encerraram a greve, que durou 23 dias.

Andradina, Corumbá, Naviraí, Ponta Porã, Rio Claro, São Carlos e Três Lagoas realizam assembleia na segunda-feira, dia 14, para deliberar sobre a proposta.

A categoria aceitou o reajuste de 8% nos salários (aumento real de 1,82%), de 8,5% no piso (aumento real de 2,29%) e de 10% sobre o valor da parcela fixa e do teto do adicional da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). A proposta também eleva de 2% para 2,2% o lucro líquido a ser distribuído linearmente na parcela adicional, limitado a R$ 1.694,00.

A antecipação da regra básica da PLR (54% do salário mais o valor fixo de R$ 1.016,40, limitado a R$ 5.452,49) e da parcela adicional será em até 10 dias após a assinatura da CCT.

> Confira a proposta do BB e Caixa na íntegra.

Veja como ficam os pisos e demais verbas

Conquistas sociais

Adiantamento emergencial – não devolução do adiantamento emergencial ao empregado cujo benefício previdenciário tenha sido interrompido e tenha sido considerado “inapto” pelo médico do trabalho do banco.

Prevenção de conflitos no ambiente de trabalho – redução do prazo de 60 para 45 dias para resposta dos bancos às denuncias apresentadas pelos sindicatos.

Afastamentos – criação de grupo de trabalho bipartite, com nível político e técnico, para análise das causas dos afastamentos no trabalho dos empregados do setor.

Jornada de trabalho – será criado um grupo de trabalho bipartite que terá por finalidade a discussão sobre jornadas de trabalho.

Abono assiduidade – os bancos concederão 1 dia de ausência remunerada, a título de “folga assiduidade”, ao empregado em efetivo exercício na data da assinatura da CCT e que não tenha nenhuma falta injustificada ao trabalho no período de 01 de setembro a 31 de agosto.

Monitoramento de resultados – os bancos ficam proibidos de expor, publicamente, o ranking individual de seus empregados e de enviarem SMS no telefone particular do empregado cobrando resultados.

Vale-cultura – conforme lei nº 12.761/2012, os empregados que recebem remuneração mensal de até 5 salários mínimos terão vale-cultura no valor de R$ 50,00 por mês.

Dias não trabalhados – os dias parados serão compensados até o dia 15 de dezembro, com limite de 1h por dia. Após essa data, as horas restantes serão anistiadas.

Os bancos se comprometeram ainda com a realização de um seminário para discutir tendências tecnológicas no cenário bancário mundial e discussão de formas de aprimoramento do instrumento de prevenção de conflitos no ambiente de trabalho.
 
Maricélia Franco – Feeb SP/MS

Notícias Relacionadas

Eleições Economus – Ainda dá tempo de votar!

Passamos da metade do período do pleito, que vai eleger dois membros ao conselho deliberativo e um membro ao conselho fiscal do Economus. Até esta sexta-feira (19), 28% dos eleitores haviam exercido o direito ao voto. A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB SP/MS) e seus sindicatos […]

Leia mais

Banco do Brasil aprova atualização da Tabela PIP para beneficiar trabalhadores do Previ Futuro

Mudança na Pontuação Individual do Participante permite aumento na contribuição adicional e soma mais recursos para a aposentadoria, atendendo a antiga reivindicação dos funcionários O Banco do Brasil aprovou as mudanças na Tabela PIP (Pontuação Individual do Participante), uma reivindicação antiga dos trabalhadores, que permitirá aumentar a contribuição adicional para a aposentadoria. O anúncio foi […]

Leia mais

Eleições da Funcef: votação segue até sexta-feira (19)

Participantes da ativa e assistidos dos planos de previdência podem votar até sexta-feira (19), mas a orientação é não deixar para a última hora Teve início nesta terça-feira (16), a votação para as Eleições Funcef. Participantes dos planos de previdência da Funcef podem votar para definir quem vai ocupar a diretoria de Administração e Controladoria, […]

Leia mais

Sindicatos filiados