Manifestação fecha duas agências do Itaú em Marília

10.06.2014

Protesto organizado nesta terça-feira, dia 10, pelo Sindicato dos Bancários de Marília e Região resultou no fechamento de duas agências do Itaú, ambas localizadas na avenida Sampaio Vidal, o centro financeiro da cidade. As agências não atenderam ao público e mantiveram apenas o autoatendimento nos caixas eletrônicos. Sindicalistas se manifestaram contra as demissões no Itaú […]

Protesto organizado nesta terça-feira, dia 10, pelo Sindicato dos Bancários de Marília e Região resultou no fechamento de duas agências do Itaú, ambas localizadas na avenida Sampaio Vidal, o centro financeiro da cidade. As agências não atenderam ao público e mantiveram apenas o autoatendimento nos caixas eletrônicos. Sindicalistas se manifestaram contra as demissões no Itaú e reivindicaram o retorno das portas-giratórias retiradas nas chamadas agências de negócios. “Queremos que o banco pare com as demissões, só na região de Marília, nos últimos meses foram desligados 37 trabalhadores bancários”, revelou o presidente do Sindicato dos Bancários de Marília, Geofredo Borges da Rocha. De acordo com o movimento sindical, nos últimos 15 meses, embora o Itaú tenho alcançado um lucro escandaloso, foram fechados 3.500 postos de trabalho em todo o Brasil. “Isso é inadmissível”, afirmou.

Só no primeiro trimestre de 2014, o Itaú lucrou mais de R$ 4,5 bilhões e no ano passado alcançou um lucro líquido de R$ 15,8 bilhões. Os bancários da região se concentraram em Marília nesta terça-feira, dia 10, e evitaram a abertura de duas agências do Itaú. “Distribuímos uma carta-aberta à população, esclarecendo os motivos deste protesto e o porquê as duas agências do Itaú não funcionaram nesta terça-feira”, salientou Geofredo.

A ausência de portas-giratórias em agências de negócios amplia os riscos de assaltos, além de gerar os desligamentos dos vigilantes. Na agência de negócios do Itaú da Sampaio Vidal, em Marília, o fim da porta-giratória resultou na demissão de três vigilantes. “O protesto desta terça-feira aconteceu em Marília e em todo o território nacional”, enfatizou Geofredo.

Ramon Franco – Sindicato dos Bancários de Marília 

 

Notícias Relacionadas

Proposta sobre Teletrabalho vai avançar

Reivindicações da categoria avançam nas negociações sobre trabalho remoto, mas Comando dos Bancários cobra agilidade na resposta sobre a proposta global A proposta da categoria bancária para o trabalho remoto avançou nas negociações realizadas na tarde desta quinta-feira (11) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). “Tivemos evolução no Teletrabalho que se torna cláusula da […]

Leia mais

Caixa se nega a criar GT para discutir contencioso da Funcef

Banco avalia que o tema já é tratado pela própria fundação de previdência dos trabalhadores Em reunião de negociações da Campanha Nacional dos Bancários 2022, realizada nesta quarta-feira (10), com a Comissão Executiva dos Empregados (CEE), a Caixa Econômica Federação se negou a atender a reivindicação para que seja criado um grupo de trabalho (GT) […]

Leia mais

Atos pela democracia ocorrem em todo o País e reafirmam o compromisso contra o autoritarismo

Data de 11 de agosto marca a leitura de um manifesto contra ditadura militar em 1977 Brasileiros de inúmeras regiões do País realizaram nesta quinta-feira (11), atos em defesa do estado democrático de direito. Milhares de entidades representativas foram às ruas manifestar a defesa pela garantia da democracia e do sistema eleitoral eletrônico. A data […]

Leia mais

Sindicatos filiados