Menos consumidores buscaram crédito em 2014, segundo o Serasa

12.01.2015

O número de consumidores que buscaram crédito caiu 0,5% em 2014 na comparação com 2013, segundo o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito. Foi o terceiro ano consecutivo com fraco desempenho do indicador, destaca a instituição, após ligeira alta de 1,8%, em 2013, e retração de 3,1%, em 2012. Nos anos anteriores, […]

O número de consumidores que buscaram crédito caiu 0,5% em 2014 na comparação com 2013, segundo o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito. Foi o terceiro ano consecutivo com fraco desempenho do indicador, destaca a instituição, após ligeira alta de 1,8%, em 2013, e retração de 3,1%, em 2012. Nos anos anteriores, de 2011 e 2010, houve elevações de 7,5% e 16,4%, respectivamente.

"A alta da inflação, os esforços do consumidor em reduzir seus níveis de endividamento e de inadimplência, a escalada das taxas de juros e do custo do crédito, a alta do dólar e o grau reduzido dos índices de confiança dos consumidores determinaram um desempenho negativo da demanda do consumidor por crédito no ano de 2014", afirmam os economistas da Serasa, em nota.

No último mês do ano, a busca de crédito por parte dos consumidores avançou 1,4% ante novembro, na série sem ajuste sazonal. Na comparação com dezembro de 2013, o avanço foi de 13,0%.

Faixa de renda

Em 2014, na análise por faixa de renda, o indicador mostra que a demanda por crédito caiu de forma mais acentuada na faixa de consumidores com renda mensal de até R$ 500 por mês, com retração de 17,2%. Também houve diminuição na busca por crédito entre os que recebem mensalmente mais de R$ 10 mil (-3,9%); os que têm vencimentos entre R$ 5 mil e R$ 10 mil (-3,8%); e entre aqueles que ganham entre R$ 500 e 1 mil por mês (-1,0%). Apenas duas faixas de renda registraram acréscimo na busca dos consumidores por crédito: a de consumidores que ganham por mês entre R$ 1 mil e R$ 2 mil (+5,4%) e de consumidores que recebem entre R$ 2 mil e R$ 5 mil (+0,6%).

Regiões

Três das cinco regiões do País apresentaram diminuição na demanda os consumidores por crédito no acumulado do ano passado. A retração mais expressiva se deu no Sul (-3,4%), seguido pelo Norte (-2,2%) e pelo Nordeste (-2,1%). Já o Sudeste apresentou ligeiro incremento (+0,1%), enquanto na região Centro-Oeste, a alta foi de 7,5%.

Fonte: Isto É Dinheiro

Notícias Relacionadas

Eleições Economus – Ainda dá tempo de votar!

Passamos da metade do período do pleito, que vai eleger dois membros ao conselho deliberativo e um membro ao conselho fiscal do Economus. Até esta sexta-feira (19), 28% dos eleitores haviam exercido o direito ao voto. A Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB SP/MS) e seus sindicatos […]

Leia mais

Banco do Brasil aprova atualização da Tabela PIP para beneficiar trabalhadores do Previ Futuro

Mudança na Pontuação Individual do Participante permite aumento na contribuição adicional e soma mais recursos para a aposentadoria, atendendo a antiga reivindicação dos funcionários O Banco do Brasil aprovou as mudanças na Tabela PIP (Pontuação Individual do Participante), uma reivindicação antiga dos trabalhadores, que permitirá aumentar a contribuição adicional para a aposentadoria. O anúncio foi […]

Leia mais

Eleições da Funcef: votação segue até sexta-feira (19)

Participantes da ativa e assistidos dos planos de previdência podem votar até sexta-feira (19), mas a orientação é não deixar para a última hora Teve início nesta terça-feira (16), a votação para as Eleições Funcef. Participantes dos planos de previdência da Funcef podem votar para definir quem vai ocupar a diretoria de Administração e Controladoria, […]

Leia mais

Sindicatos filiados