Paralisação em quatro agências do HSBC em Campinas e Valinhos exige fim das demissões

06.12.2020

Quatro agências do HSBC em Campinas (Cambui, Taquaral e Trevo) e Valinhos paralisaram os serviços hoje (14/6) para exigir o fim das demissões, mais contrações, valorização dos funcionários e melhores condições de trabalho. “A paralisação de 24h integra o Dia Nacional de Luta”, explica o diretor do Sindicato dos Bancários de Campinas e Região, Danilo […]

Quatro agências do HSBC em Campinas (Cambui, Taquaral e Trevo) e Valinhos paralisaram os serviços hoje (14/6) para exigir o fim das demissões, mais contrações, valorização dos funcionários e melhores condições de trabalho. “A paralisação de 24h integra o Dia Nacional de Luta”, explica o diretor do Sindicato dos Bancários de Campinas e Região, Danilo Anderson. Segundo ele, o protesto também teve como objetivo denunciar o desrespeito do Banco inglês na mesa de negociação, conforme carta aberta distribuída aos clientes e usuários.

Na primeira rodada de negociação, realizada no último dia 4, o HSBC negou tudo. Inclusive o Sindicato promoveu reuniões nas agências Centro e Amoreiras, em Campinas, no último dia 6, para debater o resultado da negociação. No mesmo dia, distribuiu em todas as agências o jornal Análise, editado pela Contraf-CUT.

O resultado da primeira rodada frustrou os sindicatos. Na pauta, temas como emprego, o não desconto dos programas próprios de remuneração (PPR/PSV) na PLR e previdência complementar. O HSBC afirmou que não vai contratar novos funcionários, principalmente na área de atendimento. Quanto à remuneração, informou que manterá o desconto do PPR B e D na PLR, que atinge a área de serviços e retaguarda. No que se refere à previdência complementar, o HSBC ressaltou que o novo benefício para os que têm renda superior a R$ 3.500,00, apresentado unilateralmente, não é discriminatório. “O plano contempla parte dos funcionários; portanto, pode-se afirmar que é uma forma de segregação. Reivindicamos o benefício a todos os funcionários”, destaca a diretora do Sindicato de Campinas Gisele Paifer, que participou da rodada do dia 4.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Campinas

Notícias Relacionadas

Banco do Brasil aprova atualização da Tabela PIP para beneficiar trabalhadores do Previ Futuro

Mudança na Pontuação Individual do Participante permite aumento na contribuição adicional e soma mais recursos para a aposentadoria, atendendo a antiga reivindicação dos funcionários O Banco do Brasil aprovou as mudanças na Tabela PIP (Pontuação Individual do Participante), uma reivindicação antiga dos trabalhadores, que permitirá aumentar a contribuição adicional para a aposentadoria. O anúncio foi […]

Leia mais

Eleições da Funcef: votação segue até sexta-feira (19)

Participantes da ativa e assistidos dos planos de previdência podem votar até sexta-feira (19), mas a orientação é não deixar para a última hora Teve início nesta terça-feira (16), a votação para as Eleições Funcef. Participantes dos planos de previdência da Funcef podem votar para definir quem vai ocupar a diretoria de Administração e Controladoria, […]

Leia mais

Feeb SP/MS dá posse para nova Diretoria

                Diretoria eleita assume quadriênio 2024/2028 A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) empossou a nova diretoria da entidade, eleita durante o VIII Congresso Interestadual, realizado em março, em São Paulo. A posse foi oficializada no dia 08 […]

Leia mais

Sindicatos filiados