Pauta de reivindicações dos bancários entregue à Fenaban; negociação nos dias 19 e 20

11.08.2014

Entrega da minuta dos bancários à Fenaban. Foto: Júlio César Costa – Seeb Campinas A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) entregou à Fenaban (Federação dos Bancos) nesta segunda-feira, 11, a minuta de reivindicações dos bancários para a Campanha 2014. A categoria reivindica reajuste de 12,5%, piso de […]


Entrega da minuta dos bancários à Fenaban. Foto: Júlio César Costa – Seeb Campinas

A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) entregou à Fenaban (Federação dos Bancos) nesta segunda-feira, 11, a minuta de reivindicações dos bancários para a Campanha 2014.

A categoria reivindica reajuste de 12,5%, piso de R$ 2.979, PLR de três salários mais verba fixa de R$ 6.247, mais saúde e melhores condições de trabalho, preservação do emprego, fim da rotatividade e prevenção contra assaltos e sequestros.

A primeira rodada de negociação está marcada para os dias 19 e 20 de agosto, sobre saúde e condições de trabalho.

As principais reivindicações dos bancários

> Reajuste salarial de 12,5%.

> PLR: três salários mais R$ 6.247.

> Piso: R$ 2.979,25 (salário mínimo do Dieese em valores de junho).

> Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 724,00 ao mês para cada (salário mínimo nacional).

> Melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoecem os bancários.

> Emprego: fim das demissões e da rotatividade, mais contratações, proibição às dispensas imotivadas, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações diante dos riscos de aprovação do PL 4330 na Câmara Federal, do PLS 087 no Senado e do julgamento de Recurso Extraordinário com Repercussão Geral no STF.

> Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS): para todos os bancários;

> Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós.

> Prevenção contra assaltos e sequestros: cumprimento da Lei 7.102/83 que exige plano de segurança em agências e PABs, garantindo pelo menos dois vigilantes durante todo o horário de funcionamento dos bancos; instalação de portas giratórias com detector de metais na entrada das áreas de autoatendimento das agências e biombos em frente aos caixas; e fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários.

> Igualdade de oportunidades para todos, pondo fim às discriminações nos salários e na ascensão profissional de mulheres, negros, gays, lésbicas, transexuais e pessoas com deficiência (PCDs).

Banco do Brasil e Caixa
 

O Comando Nacional dos Bancários, que representa a categoria nas negociações, também entregou hoje a pauta específica dos empregados dos dois bancos públicos. Os funcionários do Banco do Brasil estão intensificando a luta pelo PCR, por mais contratações e por melhores condições de trabalho, sem assédio moral. Entre as reivindicações dos funcionários da Caixa Econômica Federal estão fim do assédio moral, jornada de seis horas para todas as funções sem redução salarial, mais contratações, entre outros. 
 

Notícias Relacionadas

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Coe Itaú entrega pauta de reivindicação específica ao Banco

O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú Os representantes da Comissão de Organização dos Empregados (COE) Itaú entregaram nesta quinta-feira (23), a pauta de reivindicação específica do banco. O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú. “Reafirmamos o nosso compromisso com o banco de negociação permanente, através da […]

Leia mais

Campanha Nacional: Bancários definem temas das próximas negociações com os bancos

Demissão em massa pelo Mercantil do Brasil no Rio de Janeiro; abono do banco de horas negativas e retirada de pauta do PL 1043/2019, também foram pautas do primeiro dia de negociação O Comando Nacional dos Bancários definiu nesta quarta-feira (22), os temas das reuniões de negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Os […]

Leia mais

Sindicatos filiados