Pauta de reivindicações dos bancários entregue à Fenaban; primeira negociação dia 8

30.07.2013

O Comando Nacional dos Bancários entregou à Fenaban (Federação dos Bancos) nesta terça-feira, 30, a pauta de reivindicações dos bancários para a Campanha Nacional de 2013. O documento foi aprovado na 15ª Conferência Nacional realizada nos dias 19, 20 e 21 de julho, em São Paulo, e referendado em assembleias realizadas pelos sindicatos. Também foram […]

O Comando Nacional dos Bancários entregou à Fenaban (Federação dos Bancos) nesta terça-feira, 30, a pauta de reivindicações dos bancários para a Campanha Nacional de 2013. O documento foi aprovado na 15ª Conferência Nacional realizada nos dias 19, 20 e 21 de julho, em São Paulo, e referendado em assembleias realizadas pelos sindicatos. Também foram entregues as reivindicações específicas do funcionalismo do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. A primeira rodada de negociações será no dia 08 de agosto, sobre saúde, condições de trabalho e segurança.

Davi Zaia, presidente da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS), destaca que a pauta foi construída de forma muito participativa, com consulta aos bancários e discussões em encontros regionais e conferência Interestadual e Nacional. “A expectativa é de que façamos uma boa campanha, que as negociações sejam eficientes e as demandas dos trabalhadores atendidas. Os balanços divulgados pelas instituições financeiras mostram que elas têm condições de atender às nossas reivindicações”, afirmou.

Entre os principais itens da pauta estão reajuste salarial de 11,93% (reposição da inflação do período mais aumento real de 5%); piso de R$ 2.860,21; PLR de três salários mais parcela adicional fixa de R$ 5.553,15; fim da terceirização, das metas abusivas e da rotatividade e mais contratações.

Outros itens prioritários: 

> Vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 678 ao mês para cada (salário mínimo nacional);

> Melhores condições de trabalho com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoece os bancários;

> Emprego: fim das demissões, mais contratações, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações, especialmente ao PL 4330 que permite que qualquer atividade seja terceirizada e precariza as condições de trabalho, além da aprovação da Convenção 158 da OIT, que proíbe as dispensas imotivadas;

> Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS): para todos os bancários;

> Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós;

> Prevenção contra assaltos e sequestros, com fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários;

> Igualdade de oportunidades para bancários e bancárias, com a contratação de pelo menos 20% de trabalhadores afro-descendentes.

Banco do Brasil

O Comando Nacional dos Bancários entregou também as reivindicações específicas do funcionalismo do Banco do Brasil definidas no 24º Congresso Nacional dos Funcionários do BB, realizado nos dias 17, 18 e 19 de maio, em São Paulo. A pauta é centrada no combate ao plano de funções comissionadas, ao assédio moral, a política antissindical e as péssimas condições de trabalho.

Caixa Econômica Federal



A pauta entregue hoje e que será defendida durante a Campanha e nas negociações permanentes com a Caixa Econômica Federal foi aprovada no 29ª Conecef e tem cinco eixos prioritários: condições de trabalho – 6 horas já para todos, mais contratações, melhorias na logística e fim do assédio moral; isonomia – ATS e licença prêmio para todos, fim da discriminação do REG/Replan não saldado, ticket na aposentadoria; valorização do piso; Saúde Caixa e recuperação do poder de compra dos salários. 

Notícias Relacionadas

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Coe Itaú entrega pauta de reivindicação específica ao Banco

O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú Os representantes da Comissão de Organização dos Empregados (COE) Itaú entregaram nesta quinta-feira (23), a pauta de reivindicação específica do banco. O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú. “Reafirmamos o nosso compromisso com o banco de negociação permanente, através da […]

Leia mais

Campanha Nacional: Bancários definem temas das próximas negociações com os bancos

Demissão em massa pelo Mercantil do Brasil no Rio de Janeiro; abono do banco de horas negativas e retirada de pauta do PL 1043/2019, também foram pautas do primeiro dia de negociação O Comando Nacional dos Bancários definiu nesta quarta-feira (22), os temas das reuniões de negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Os […]

Leia mais

Sindicatos filiados