Pauta de reivindicações dos financiários entregue à Fenacrefi

01.08.2012

Crédito: Jailton Garcia A Contraf-CUT, federações e sindicatos entregaram nesta terça-feira 31 à Fenacrefi (Federação Nacional de Instituições de Crédito, Financiamento e Investimentos), em São Paulo, a pauta de reivindicações dos financiários para a campanha interestadual deste ano. A categoria quer reajuste de 11,07% (inflação entre 1/6/2011 a 31/5/2012, mais aumento real), PLR de três […]

Crédito: Jailton Garcia

A Contraf-CUT, federações e sindicatos entregaram nesta terça-feira 31 à Fenacrefi (Federação Nacional de Instituições de Crédito, Financiamento e Investimentos), em São Paulo, a pauta de reivindicações dos financiários para a campanha interestadual deste ano.

A categoria quer reajuste de 11,07% (inflação entre 1/6/2011 a 31/5/2012, mais aumento real), PLR de três salários mais R$ 4.442,80 fixos, fim das metas abusivas, do assédio moral e das terceirizações, criação de comissão paritária de saúde e unificação nacional da data-base.

Os financiários também reivindicam universalizar o atendimento, garantindo-o para todos os municípios do país, dentro de um processo de inclusão e assegurando indistintamente a prestação de todos os serviços financeiros para a sociedade.

A primeira rodada de negociação foi marcada para 13 de agosto, às 10h, na sede da Fenacrefi, em São Paulo.

O representante da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul na mesa de negociação, João Analdo, destaca que é importante que o movimento sindical esteja atento às mudanças que estão acontecendo no setor. "Os correspondentes e a terceirização, por exemplo, tornaram-se tão alarmantes para os financiários quanto é para os bancários e precisam ser veemente combatidos".

Fonte: Feeb com Contraf-CUT  

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados