Plano de Apoio à Aposentaria da CEF recebe adesões até dia 31/03

02.02.2016

Iniciou nesta segunda-feira (01/02), o prazo para que empregados da Caixa Econômica Federal (CEF) possam aderir Plano de Apoio à Aposentadoria (PAA) da instituição, que vai até o dia 31/03. Para adesão, os requisitos são os seguintes: – Ter 48 anos completos até 29 de abril de 2016 (idade mínima); – Estar aposentado pelo órgão […]

Iniciou nesta segunda-feira (01/02), o prazo para que empregados da Caixa Econômica Federal (CEF) possam aderir Plano de Apoio à Aposentadoria (PAA) da instituição, que vai até o dia 31/03.

Para adesão, os requisitos são os seguintes:

– Ter 48 anos completos até 29 de abril de 2016 (idade mínima);
– Estar aposentado pelo órgão oficial da Previdência Social (INSS);
– Ter no mínimo 10 anos de CEF até 29 de abril de 2016

Novo Plano

Entre os benefícios oferecidos pelo PAA/2016, o empregado contará com apoio financeiro no valor referente a cinco remunerações base do empregado, tendo como referência a data de 20 de janeiro de 2016. Não haverá incidência de imposto de renda, por se tratar de verba indenizatória.

Também os empregados que queiram aderir aos PAA e já possuem o “Saúde Caixa”, poderão permanecer no plano com as mesmas regras para os beneficiários aposentados.

Falta de compromisso

A posição da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) é de que a abertura do PAA representa um desrespeito às reivindicações dos trabalhadores, uma vez que a instituição não possui sequer previsão para convocação de novos concursados e a estimativa é de que o programa de incentivo à aposentadoria leve ao desligamento de 1.500 empregados, o que compromete as condições de trabalho dos funcionários, que acabam sobrecarregados e também a qualidade do serviço prestado à sociedade.

“Além da perda do posto de trabalho, tem a perda da inteligência. Não podemos admitir que a Caixa Federal despreze o conhecimento e a experiência de colegas que saem. E mais: é inaceitável a não reposição das vagas justamente no momento em que o governo sinaliza a retomada do crescimento econômico com atuação dos Bancos públicos”, avalia, Carlos Augusto Silva (Pipoca), representante da FEEB-SP/MS na CEE (Comissão Executiva dos Empregados) da Caixa Econômica Federal.

 

Notícias Relacionadas

Comando Nacional dos Bancários entregará minuta de reivindicações à Fenaban no dia 18

No mesmo dia, trabalhadores do BB e da Caixa farão a entrega das minutas específicas de cada banco O Comando Nacional dos Bancários entregará à Federação Nacional do Bancos (Fenaban), na próxima terça-feira (18), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho […]

Leia mais

Bancários aprovam minuta de reivindicações da Campanha Nacional 2024

Documento, que servirá de base à renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, será entregue à Fenaban no próximo dia 18 Bancárias e bancários, de todo o Brasil, aprovaram, em assembleias realizadas nesta quinta-feira (13), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Contraf-CUT pede informações à Caixa sobre PDV

Objetivo é garantir a transparência do processo e amenizar ansiedade dos trabalhadores A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) enviou, nesta terça-feira (11), um ofício à Caixa Econômica Federal solicitando informações sobre o Programa de Desligamento Voluntário (PDV) do banco. No ofício, a Contraf-CUT observa que “o prazo de adesão” ao PDV “se […]

Leia mais

Sindicatos filiados