Rafael Matos é o mais votado em eleição para Conselho de Administração do BB

12.06.2013

Segundo turno da eleição será de 24 a 28 de junho O candidato a representante dos funcionários no Conselho de Administração do Banco do Brasil, Rafael Matos, apoiado pelos Sindicatos filiados à Feeb-SP/MS, foi o mais votado em eleição realizada entre os dias 3 e 7 deste mês de junho: 5.678 votos (15% dos votos […]

Segundo turno da eleição será de 24 a 28 de junho

O candidato a representante dos funcionários no Conselho de Administração do Banco do Brasil, Rafael Matos, apoiado pelos Sindicatos filiados à Feeb-SP/MS, foi o mais votado em eleição realizada entre os dias 3 e 7 deste mês de junho: 5.678 votos (15% dos votos válidos).

Apesar de expressiva votação, Rafael Matos disputa o segundo turno entre os dias 24 e 28 deste mês de junho com o candidato Ronaldo Zeni, segundo colocado, que obteve 2.776 votos (7% dos votos válidos). A realização do segundo turno ocorre porque nenhum dos dois candidatos mais votados obteve a maioria dos votos válidos. Têm direito de voto os 120 mil funcionários em atividade no BB. Deste total, 77 mil votaram no primeiro turno; os votos válidos totalizaram pouco mais de 38 mil.

Para a diretoria da Feeb-SP/MS, o resultado do primeiro turno mostra que Rafael Matos está em sintonia com significativa parcela dos funcionários. Agora, no segundo turno, os colegas devem reafirmar seu voto em Rafael Matos. E quem optou por outro candidato na primeira votação tem uma nova oportunidade de eleger Rafael Matos, que tem história de luta em defesa dos interesses dos bancários do BB.

Como votar

Novamente, a eleição será via SisBB. Para reafirmar o voto em Rafael Matos, o funcionário digitar a matrícula do candidato: F8369846. Entre as bandeiras de luta, Rafael defende uma política de gestão de pessoas que respeite o funcionalismo; melhores salários; melhor PLR; combate ao assédio moral, ao autoritarismo e ao arbítrio.

Conselho: conquista

O Conselho de Administração do BB é formado por sete integrantes: três indicados pelo governo federal, o presidente do Banco, dois indicados pelos acionistas minoritários (que hoje são indicados pela Previ) e um eleito pelos funcionários. A eleição é uma conquista das centrais sindicais. Depois de muita mobilização, o histórico pleito virou Lei (nº 12.353/2010). Desde 2010, toda empresa pública ou de economia mista com mais de 200 empregados, controlada pela União, deve ter um representante dos funcionários no Conselho de Administração, escolhido pelo voto direto.

 

Notícias Relacionadas

Após repercussão das denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães pede demissão

Testemunhos das vítimas vieram a público na terça-feira (28) e assustam pela quantidade de casos e pelo grau de desrespeito e crueldade; Ministério Público investiga em sigilo O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, entregou seu pedido de demissão na tarde desta quarta-feira (29) ao presidente da república, Jair Bolsonaro. A decisão foi tomada […]

Leia mais

NOTA OFICIAL

NOTA OFICIAL Pelo imediato afastamento de Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, e o acolhimento e preservação das vítimas Nós, bancárias de todo o Brasil, manifestamos nossa indignação pelos atos de assédio sexual praticados por Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, que ganharam repercussão na noite de desta terça-feira, 28/06/2022, ao serem divulgados […]

Leia mais

Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul repudia ações de Pedro Guimarães, acusado de assédio sexual

Além de apuração das denúncias, representação dos empregados pede afastamento do presidente da Caixa Após se tornar pública a acusação de assédio sexual feita por diferentes empregadas da Caixa Econômica Federal ao presidente Pedro Duarte Guimarães, a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, se solidariza com as vítimas e manifesta […]

Leia mais

Sindicatos filiados