Remuneração, igualdade de oportunidades e emprego abriram processo de negociação com a Fenaban nesta quinta-feira

18.08.2016

A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS), integrante do Comando Nacional dos Bancários participou no início da tarde desta quinta-feira (18), da reunião de abertura do processo de negociação com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo Remuneração, Igualdade de Oportunidades e Emprego […]


A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS), integrante do Comando Nacional dos Bancários participou no início da tarde desta quinta-feira (18), da reunião de abertura do processo de negociação com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo

Remuneração, Igualdade de Oportunidades e Emprego foram os eixos abordados pelo Comando, que na reunião de hoje e de amanhã (19) irá apresentar à comissão da Fenaban a minuta de reivindicações da categoria bancária, que é composta por 128 artigos, discutindo os principais pontos.

Remuneração

Nas cláusulas econômicas, os representantes dos trabalhadores enfatizaram a importância de um reajuste que contemple aumento real e a recomposição da inflação, valorização do piso e também dos vales alimentação e refeição, diretamente impactados pelo aumento dos preços nos alimentos, além de auxílio creche, auxílio educacional e vale-cultura, cuja reivindicação é a garantia de manutenção, independentemente da lei (que vence em 31 de dezembro) não ser renovada. No que diz respeito à Participação nos Lucros e Resultados (PLR), "a luta é pelo avanço no valor da distribuição, o que é absolutamente factível, por que os bancos continuam tendo altos lucros", avalia Jeferson Boava, vice-presidente da FEEB-SP/MS, que representou a instituição na mesa de negociação.

Igualdade de oportunidades

No eixo Igualdade de oportunidades, o ponto abordado na discussão foi a mulher bancária e o Comando fez um questionamento à Fenaban: "Por que nos dados de emprego e desemprego bancário, publicados pelos CAGED/Ministério do Trabalho, a mulher quando é admitida ou demitida sempre possui um salário substancialmente menor do que o homem?"

Nosso intuito, explica, Boava é intensificar o debate sobre a mulher bancária e entender qual o problema concreto que gera essa realidade de desigualdade de gênero evidenciado pelos nos números apresentados.

Ainda dentro desta temática foram abodados: reivindicação de uma garantia que pagamento integral dos vales (alimentação e refeição) durante a vigência da licença maternidade e também de que a licença paternidade de 20 dias, que passará a valer a partir de janeiro de 2017, passe a integrar a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos Bancários.

Emprego

Questão considerada prioridade pelo movimento sindical, dentro da temática do emprego foram apresentados os seguintes tópicos: garantia de emprego, discussão do nivel de emprego na categoria e também a discussão imediata da questão do emprego no âmbito das agências digitais: jornada, riscos e todos os aspectos inerentes a esta modalidade de trabalho.

Amanhã (19), a reunião continua às 09h30, no mesmo formato e irá discutir as demais assuntos da minuta.

 

Notícias Relacionadas

Dia Mundial de Combate à Aids

O dia 1º de dezembro é o Dia Mundial  de Combate à Aids. A data foi escolhida pela Organização Mundial de Saúde e é celebrada anualmente desde 1988 no Brasil, um ano após a Assembleia Mundial de Saúde que fixou a data de comemoração. O objetivo da data é conscientizar as pessoas para o problema, acabar […]

Leia mais

Caixa propõe usar GDP na Promoção por Mérito

Na terceira rodada de negociação, Caixa rejeita proposta apresentada pelos representantes dos empregados e insiste na utilização da GDP O Grupo de Trabalho (GT) sobre Promoção por Mérito na Caixa Federal se reuniu ontem (29) com representantes do banco para a terceira reunião sobre o tema. A primeira ocorreu no último dia 10 e a […]

Leia mais

Vitória da Categoria: PL 1043 é retirado da pauta de votação

Projeto de Lei que autoriza a abertura das agências e o trabalho bancário aos sábados, domingos e feriados foi retirado da pauta de votação na CDC da Câmara dos Deputados; pressão da categoria foi fundamental O Projeto de Lei 1.043/2019, que autoriza a abertura de agências e o trabalho bancário aos sábados domingos e feriados foi […]

Leia mais

Sindicatos filiados