Representantes da Feeb SP/MS participam da 24ª Conferência Nacional dos Bancários

13.06.2022

Conferência ocorreu de 10 a 12 de junho e aprovou Plano de Lutas e minuta de reivindicações  Representantes da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul participaram entre os dias 10 e 12 de junho da 24ª Conferência Nacional dos Bancários, que teve como tema  “Um país + justo pra gente, […]

Conferência ocorreu de 10 a 12 de junho e aprovou Plano de Lutas e minuta de reivindicações 

Representantes da Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul participaram entre os dias 10 e 12 de junho da 24ª Conferência Nacional dos Bancários, que teve como tema  “Um país + justo pra gente, este é o Brasil que a gente quer”. O evento aconteceu em formato hibrido e contou com a participação de 936 delegadas e delegados.

Os debates foram realizados a partir dos anseios da categoria e da atual conjuntura nacional. Durante a Conferência, representantes da categoria aprovaram um plano de lutas e a minuta de reivindicações para a Campanha Nacional de 2022. O documento será agora, apresentado à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) para que se dê início às negociações.

Consulta Nacional 

As decisões resultaram dos Encontros e Conferências regionais e estaduais, e da participação do movimento sindical na Consulta Nacional, respondida entre os dias 26 de abril e 3 de junho, por mais de 35 mil trabalhadores de todo o Brasil. Entre as reivindicações levantadas como prioridades para a categoria para a campanha nacional 2022 estão: aumento real nas cláusulas econômicas, manutenção do emprego e dos direitos, combate ao assédio moral, saúde e condições de trabalho, igualdade de oportunidades e teletrabalho negociado. Os resultados foram apresentados durante a programação da 24ª Conferência Nacional dos Bancários.

“As decisões são frutos dos debates ocorridos em todo o país. Nossos sindicatos partiparam de forma ampla, tanto da consulta nacional como de todas as demais discussões. Os resultados objetivos foram construídos a partir da unificação dos anseios da categoria, debatidos democraticamente durante os Encontros Estaduais, em nossa Conferência Interestadual e agora nacionalmente. Somente unindo forças conseguiremos construir um Brasil mais justo e igualitário”, explica Reginaldo Breda, secretario geral da Feeb SP/MS.

De acordo com os dados obtidos pela Consulta Nacional, 84,3% da categoria acha muito importante eleger candidatos à Presidência e ao Congresso Nacional, comprometidos com as pautas dos trabalhadores. Outros 12,2% classificaram como importante.

Programação 

A programação incluiu debates em torno da reconstrução do Brasil sem fome, com equidade, emprego digno, salário justo, investimentos em saúde e educação, democracia, soberania e valorização das empresas estatais e dos bancos públicos. O congresso contou com a participação do economista político Aloízio Mercadante (professor acadêmico e fundador do Partido dos Trabalhadores; foi ministro da Educação, da Ciência, Tecnologia e Inovação e da Casa Civil no governo Dilma Rousseff; foi também senador e deputado federal por São Paulo; atualmente, é presidente da Fundação Perseu Abramo).

“Nós, bancários, somos organizados e sabemos como fazer a luta. Mas, isso também nos dá a responsabilidade de olhar e fazer a nossa parte com relação à população brasileira, que sofre com o desemprego e a pobreza. É preciso eleger um Congresso progressista e um governo comprometido com o povo”, avaliou a presidente do Sindicato dos Bancários de Campinas, Ana Stela, representante da Feeb SP/MS e integrante do Comando Nacional dos Bancários.

Aprovação 

O conjunto cláusulas da minuta de reivindicações para a Campanha Nacional dos Bancários 2022 foi aprovada por 99,1% das delegadas e delegados da conferência. Entre os pontos que foram votados separadamente, foi aprovada a reivindicação de aumento real de 5% de nos salários e demais cláusulas econômicas (INPC + 5%) e aumento maior para os vales refeição e alimentação.

Assembleias

A minuta de reivindicações e as resoluções aprovadas pela 24ª Conferência Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro serão analisadas em assembleias a serem realizadas por sindicatos dos bancários em todo o país nesta segunda (13) e terça-feira (14) e, após aprovada, será entregue à Fenaban na quarta-feira (15).

“Foi um excelente evento, com decisões fundamentais para o futuro do País. Conseguimos ratificar nossa pauta de reivindicações aprovada na Conferência Interestadual realizada em São José do Rio Preto. Apresentaremos à categoria em assembleia nesta terça-feira (14) e no próximo dia 15 faremos a entrega à Fenaban”, explica Reginaldo Breda, secretário geral da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

Notícias Relacionadas

Bancários do Santander assinam Acordo Coletivo de Trabalho

Assinatura ocorreu na sede do Banco e contou com representantes dos bancários e dos bancos Bancários do banco Santander, representados pela Comissão de Organização dos Empregados (COE) Santander, assinaram nesta terça-feira (27), na sede do Banco, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários. A assinatura aconteceu na sede do Banco Santander, em São […]

Leia mais

Bancários aprovam acordos de trabalho do Santander

97,18% dos funcionários aprovaram o acordo com o banco Bancários do banco Santander de todo o país aprovaram, nesta quinta-feira (22), com 97,18% dos votos, o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) geral dos funcionários, aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria bancária, o ACT do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e […]

Leia mais

Negociação dos Financiários continua sem avanços

Financeiras apresentam proposta abaixo da expectativa da categoria Representantes dos Financiários e a Federação Interestadual das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Fenacrefi) se reuniram nesta quinta-feira (22) para dar continuidade às negociações da campanha salarial da categoria. A pauta de reivindicações da categoria, com data-base em 1º de junho, foi entregue no dia 15 […]

Leia mais

Sindicatos filiados