Reunião com Sindicato discute principais pontos da incorporação do HSBC

17.11.2016

O Sindicato dos Bancários de Campinas e Região participou da reunião de negociação junto a Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco e o banco, realizada na última quinta-feira (10), na Cidade de Deus–Bradesco, onde fica a matriz do banco em Osasco. A reunião esclareceu aos dirigentes sindicais os principais pontos levantados sobre a […]

O Sindicato dos Bancários de Campinas e Região participou da reunião de negociação junto a Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco e o banco, realizada na última quinta-feira (10), na Cidade de Deus–Bradesco, onde fica a matriz do banco em Osasco. A reunião esclareceu aos dirigentes sindicais os principais pontos levantados sobre a incorporação dos funcionários do HSBC e terminou em alguns avanços.

A diretora do Sindicato, Gisele Paifer, que esteve na reunião representando também a Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS), acompanhou as principais discussões junto ao Bradesco, que em reunião anterior, no dia 26 de outubro, assumiu o compromisso de responder todos os problemas apontados pela comissão.

Entre as conquistas, o banco informou que voltará a cobrar no plano de saúde dos aposentados os valores anteriormente praticados pelo HSBC.

Em relação ao auxílio educação, o Bradesco voltou atrás na decisão de interromper o benefício em dezembro, e vai continuar com o subsídio até o final do curso de quem já está matriculado. Outra questão que atende a minuta de reivindicações é implementação de um sistema que permita o bancário a transacionar valores entre o VR e VA e vice versa.

Outra conquista importante é a ampliação do crédito consignado, nos moldes do HSBC – com juros abaixo dos praticados anteriormente –, para todos os funcionários do banco. As mudanças nos planos médico e ortodôntico dos funcionários do HSBC permanecem, mas os casos que tiverem em tratamento, o banco vai resolver caso a caso.

Outro assunto debatido foi o caos motivado pela transição das agências do HSBC para o Bradesco, situação que o Banco reconhece e manifestou que agirá com ponderação.

Confira como ficaram os principiais pontos:

Final de semana: O Banco assegurou ao Sindicato que não haverá mais trabalhos nos finais de semana e que todas as horas extras realizadas serão pagas.

Horário estendido: O Banco informou que não será mais praticado o horário estendido e garantiu que as horas extras serão pagas dentro do estabelecido pela lei.

Agências madrinhas: O suporte de funcionários do Bradesco para as agências incorporadas poderá ser prorrogado, o banco se comprometeu a olhar a analisar caso a caso, onde necessite. O movimento sindical também poderá indicar agências em que veja a necessidade da prorrogação, sendo que esta demanda deverá ser encaminhada por localidade.

Seguro de vida: O Banco informou que os funcionários incorporados (HSBC) terão o mesmo modelo de seguro de vida adotado no Bradesco.

PPR/PSV Remuneração variável: Como o Bradesco não tem essa política para seus funcionários atualmente, a remuneração variável foi descontinuada com a incorporação, e a partir de agora irá equiparar-se às regras do Bradesco.

Cobrança de Metas: Diante das dificuldades sistêmicas, o banco reconheceu que terá que avaliar com ponderações as cobranças de metas.

Os representantes dos trabalhadores ainda reivindicaram a retomada das comissões temáticas, o quanto antes. Para a diretora do Sindicato, Gisele Paifer, “as tratativas com o Bradesco ainda não estão totalmente encerradas e é muito importante continuar o processo de discussões, para isso, a participação do bancário é fundamental. Valorizamos o diálogo entre Sindicato e Banco, só assim, conseguimos obter reais avanços, com a participação de todos.”

Fonte: Jairo Gimenez – Seeb Campinas
Foto: Jailton Garcia
 

Notícias Relacionadas

Bancários negociam com Federação Nacional dos Bancos nesta segunda-feira (27)

Temas Emprego e Terceirização são os primeiros temas a serem discutidos A Campanha Nacional do Bancário, iniciada na última semana, segue hoje (27) com mais uma negociação. Federações, associações e representação sindical negociam com a Federação Nacional dos Bancos as pautas “Emprego e Terceirização”. Os temas foram definidos pelo Comando Nacional dos Bancários na última […]

Leia mais

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Coe Itaú entrega pauta de reivindicação específica ao Banco

O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú Os representantes da Comissão de Organização dos Empregados (COE) Itaú entregaram nesta quinta-feira (23), a pauta de reivindicação específica do banco. O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú. “Reafirmamos o nosso compromisso com o banco de negociação permanente, através da […]

Leia mais

Sindicatos filiados