Santander paga 470 mi de euros por fatia de 8% no Bank of Shangai

13.12.2013

DO FINANCIAL TIMES O Santander pagou 470 milhões de euros (R$ 1,5 bilhão) ao HSBC para comprar a fatia do banco inglês no Bank of Shangai. O negócio faz parte da estratégia do maior grupo espanhol para reequilibrar seus negócios fora da Europa e da América Latina e consolidar sua presença na Ásia. Com a […]

DO FINANCIAL TIMES

O Santander pagou 470 milhões de euros (R$ 1,5 bilhão) ao HSBC para comprar a fatia do banco inglês no Bank of Shangai. O negócio faz parte da estratégia do maior grupo espanhol para reequilibrar seus negócios fora da Europa e da América Latina e consolidar sua presença na Ásia.

Com a venda, o Santander ficará com uma participação de 8% do Bank of Shangai, que tem 98 bilhões de euros em ativos e a maioria de suas 294 agências localizadas em Xangai.

Para o diretor-executivo do Santander, Emilio Botín, a falta de presença do banco na Ásia era um ponto fraco da instituição.

MERCADO INTERNACIONAL

A maioria dos negócios do Santander já está ligada a operações internacionais. Suas agências no Brasil, por exemplo, contribuem com 25% de suas receitas totais.

Essa divisão tem ajudado a proteger a instituição das dificuldades no setor de crédito espanhol, que acabou com negócios de seus rivais menores.

No entanto, a diminuição no ritmo de crescimento econômico no Brasil e a desaceleração do desempenho dos negócios britânicos forçaram o Santander a procurar novas áreas de crescimento.

A compra feita pelo Santander está sujeita à aprovação do regulador chinês.

SUPÉRFLUO

O HSBC disse que a venda de parte do Bank of Shangai integra um plano de vender ativos não essenciais, e acrescentou que o banco continua comprometido com a expansão na China.

Como parte da estratégia comandada pelo presidente-executivo do HSBC, Stuart Gulliver, de focar em mercados mais rentáveis, o banco vendeu neste ano seus negócios de seguros na Ásia e na América Latina.

Ele também prevê se desafazer de seus US$ 9,5 bilhões de participação na Ping An Insurance, segunda maior seguradora da China em ativos.

Fonte: Folha de S.Paulo

Notícias Relacionadas

Bancários querem mais contratações, fim das demissões e da precarização

Comando Nacional propõe maior equilíbrio entre dias trabalhados, com momentos de descanso e lazer, com redução da jornada para quatro dias; proposta pode aumentar produtividade e satisfação com o emprego O Comando Nacional dos Bancários se reuniu na manhã desta segunda-feira (27) com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na segunda reunião de negociação da […]

Leia mais

Bancários negociam com Federação Nacional dos Bancos nesta segunda-feira (27)

Temas Emprego e Terceirização são os primeiros temas a serem discutidos A Campanha Nacional do Bancário, iniciada na última semana, segue hoje (27) com mais uma negociação. Federações, associações e representação sindical negociam com a Federação Nacional dos Bancos as pautas “Emprego e Terceirização”. Os temas foram definidos pelo Comando Nacional dos Bancários na última […]

Leia mais

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Sindicatos filiados