São José dos Campos: Bancárias são mais da metade dos trabalhadores bancários na Região

08.03.2017

Essa foi à constatação do estudo – Perfil do Emprego e Remuneração das Trabalhadoras Bancárias de São José dos Campos e Região – realizado pelo Sindicato em parceria com o DIEESE – Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos. O estudo apontou que as mulheres são 57,7% dos trabalhadores bancários em São José dos Campos […]

Essa foi à constatação do estudo – Perfil do Emprego e Remuneração das Trabalhadoras Bancárias de São José dos Campos e Região – realizado pelo Sindicato em parceria com o DIEESE – Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos.

O estudo apontou que as mulheres são 57,7% dos trabalhadores bancários em São José dos Campos e Região, percentual maior que o Nacional (49,1%) e do Estado de São Paulo (53,2%).

Infelizmente o estudo concluiu ainda que apesar de serem maioria, com maior nível de formação, 80,8% tem nível superior completo, ganham 13,2% menos que os homens.

No fim de 2012, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) também realizou uma pesquisa nacional que revela que as mulheres que trabalham em bancos, mesmo com nível escolar mais alto, recebem em média 24,10% a menos que os homens.

As diferenças salariais podem ser explicadas, segundo o estudo, pelo fato de as mulheres ocuparem cargos na base da pirâmide, com as mais baixas remunerações. Apenas 18% das bancárias ocupam cargos de diretoria e, ainda assim, recebem salários inferiores aos dos homens que ocupam a mesma posição. Enquanto um diretor chega a ganhar, em média, R$ 23 mil, uma diretora tende a ganhar R$ 18 mil.

A pesquisa ainda revela que as mulheres permanecem menos tempos nos bancos, e isso se justificaria pelas dificuldades advindas do cenário em que se inserem nesses empregos: baixos salários e falta de perspectiva de promoções rumo a cargos de maior prestígio. Enquanto 17 mil homens permaneceram empregados nos bancos por três décadas, apenas 6 mil mulheres tiveram o mesmo tempo de casa, revelam os dados.

Para acessar o estudo Perfil do Emprego e Remuneração das Trabalhadoras Bancárias de São José dos Campos e Região, clique aqui 

Escrito por Diretoria de Imprensa – Sindicato dos Bancários de SJCampos e Região 

    

Notícias Relacionadas

Eleição Caref BB: Kelly Quirino recebe mais de 60% dos votos

Resultado ainda é preliminar, os números finais serão divulgados no dia 8 de fevereiro pela Comissão Eleitoral Kelly Quirino recebeu 60,70% dos votos para Caref BB no primeiro turno para o cargo que representará os funcionários no Conselho de Administração (CA) do Banco do Brasil, nos próximos dois anos. Com mais da metade dos votos, […]

Leia mais

O pioneirismo na luta pela previdência do trabalhador

Acompanhamos nesta semana a repercussão do Centenário da Previdência Social, completado no dia 24 de janeiro, mesmo dia em que é celebrado o Dia Nacional do aposentado. É fato que a criação da Lei Eloy Chaves, em 1923, foi imprescindível para o estabelecimento das bases do Sistema Previdenciário Brasileiro e o surgimento das Caixas de […]

Leia mais

24 de janeiro de 2023, Centenário da Previdência Social

O dia 24 de janeiro de 2023 marca o centenário da Previdência Social do Brasil, um conjunto de benefícios que teve como base a criação da Lei Eloy Chaves, em 1923. A medida estabeleceu as bases do Sistema Previdenciário Brasileiro ao criar as Caixas de Aposentadorias e Pensões (CAP), na época, destinada apenas aos empregados […]

Leia mais

Sindicatos filiados