Sindicato de Campinas publica balanço da região no Dia Internacional em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho

28.04.2015

28 de Abril: Dia Internacional em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho Comemora-se em 28 de abril o Dia Internacional em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho; entre elas, a categoria bancária. Em 2014, foram emitidas 122 Comunicações de Acidentes de Trabalho (CAT), em Campinas e cidades da Região, segundo levantamento do Departamento […]

28 de Abril: Dia Internacional em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho

Comemora-se em 28 de abril o Dia Internacional em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho; entre elas, a categoria bancária. Em 2014, foram emitidas 122 Comunicações de Acidentes de Trabalho (CAT), em Campinas e cidades da Região, segundo levantamento do Departamento de Saúde do Sindicato. Desse total, 83 (68%) foram emitidas pelos bancos e 39 (32%) pelo Sindicato. As 39 CATs emitidas pelo Sindicato registraram apenas duas moléstias: LER (Lesões por Esforços Repetitivos) e transtornos mentais.

O levantamento do Departamento de Saúde mostra também que as bancárias são as maiores vítimas: do total de 122 CATs, 75 (61%) são de bancárias e 47 (39%) de bancários. Para o diretor do Departamento de Saúde do Sindicato, Gustavo Frias, os números são assustadores, porém é apenas a ponto do ‘iceberg’. “Não bastasse o fato de alguns Bancos se negarem a abrir CATs, temos as subnotificações, que descaracterizam a doença como decorrente do trabalho”. O diretor Gustavo Frias chama a atenção para a importância da emissão de CAT. “É um documento fundamental para o trabalhador, pois comprova o nexo da doença ou acidente com o ambiente de trabalho. Caso o Banco se nega a abrir a CAT, o bancário deve procurar o Sindicato. É um instrumento que garante, preserva os direitos dos trabalhadores”.

Plantão: Diante do alto índice de adoecidos, em decorrência das metas abusivas e assédio moral, o Sindicato instalou Plantão Jurídico para atender especificamente casos de adoecimento no trabalho. Para utilizar o serviço, basta entrar em contato com o Setor de Atendimento e agendar uma consulta jurídica.

Terceirização

O Congresso Nacional aprovou o PL 4330, que legaliza a terceirização no trabalho.

A terceirização precariza o trabalho. Uma prova disso é apresentada pelo Dieese. De cada 10 acidentes de trabalho no Brasil, oito acontecem com trabalhadores terceirizados.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Campinas e Região

Notícias Relacionadas

CEBB negocia com o banco cláusulas econômicas e representação sindical

Ao término da negociação, bancários leram manifesto pela democracia Bancários do Banco do Brasil se reuniram nesta sexta-feira (12) com o banco para mais uma negociação da Campanha Nacional dos Bancários 2022, que tem por objetivo a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico dos trabalhadores do Banco do Brasil e do aditivo à […]

Leia mais

Federação dos Bancários orienta Sindicatos para realização de lives na próxima semana

Objetivo é promover o dialogo com a categoria e fortalecer pautas de luta na Campanha Nacional Conforme orientação do Comando Nacional, todo o movimento sindical deve dialogar com a categoria na próxima semana. A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, reforça o pedido para os seus 23 sindicatos filiados, para […]

Leia mais

Negociações entre COE Santander e banco avançam

Esforço dos sindicatos foi fundamental para o avanço de pautas especificas para mulheres Nesta sexta-feira (12), representantes da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander se reuniu com o banco para dar continuidade às negociações da Campanha Nacional dos Bancários 2022, que tem por objetivo a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico […]

Leia mais

Sindicatos filiados