Sindicato de Franca cobra da Prefeitura cumprimento da lei que obriga bancos a instalarem divisórias nos caixas

05.12.2020

A Prefeitura Municipal de Franca, atendendo a um pedido do Sindicato dos Bancários de Franca, recebeu na manhã desta quarta-feira (23) membros de sua diretoria para uma audiência.   Na ocasião, o vice-presidente Osório Carbone, acompanhado dos diretores Rogério e Denizar, foram recebidos pelo chefe de gabinete do prefeito Valter Zarur, pelo chefe de fiscalização Ismael Xavier e […]

A Prefeitura Municipal de Franca, atendendo a um pedido do Sindicato dos Bancários de Franca, recebeu na manhã desta quarta-feira (23) membros de sua diretoria para uma audiência.  

Na ocasião, o vice-presidente Osório Carbone, acompanhado dos diretores Rogério e Denizar, foram recebidos pelo chefe de gabinete do prefeito Valter Zarur, pelo chefe de fiscalização Ismael Xavier e pelo fiscal de tributos Jerônimo Sérgio Pinto. 

O encontro serviu para o Sindicato cobrar da prefeitura a aplicação da lei nº 7446, que obriga as agências bancárias de Franca a instalarem divisórias ou painéis de isolamento na área dos caixas, pois desde a promulgação da lei somente uma agência bancária da cidade instalou o equipamento. 

"A instalação das divisórias ou painéis de isolamento contribuirão para inibir o crime da saidinha de banco, já que os clientes e usuários terão privacidade na hora de realizar suas operações nos caixas, aumentando a segurança tanto da população como dos funcionários dos bancos", afirmou o vice-presidente do Sindicato Osório Carbone Filho. 

O chefe de fiscalização da prefeitura se comprometeu a notificar todas as agências bancárias da cidade, cientificando-as da existência da lei e estabelecendo um prazo para os bancos se adequarem.   

Por seu lado, o Sindicato acompanhará todo o processo e findo o prazo dado aos bancos, comunicará a prefeitura sobre eventuais descumprimentos da lei, que aplicará as sanções previstas.  

"Os bancos precisam deixar sua ganância de lado e pensar também na segurança dos clientes e dos principais responsáveis pelos seus lucros astronômicos, que são seus funcionários" argumentou o diretor do Sindicato Denizar Paixão.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Franca

Notícias Relacionadas

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Coe Itaú entrega pauta de reivindicação específica ao Banco

O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú Os representantes da Comissão de Organização dos Empregados (COE) Itaú entregaram nesta quinta-feira (23), a pauta de reivindicação específica do banco. O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú. “Reafirmamos o nosso compromisso com o banco de negociação permanente, através da […]

Leia mais

Campanha Nacional: Bancários definem temas das próximas negociações com os bancos

Demissão em massa pelo Mercantil do Brasil no Rio de Janeiro; abono do banco de horas negativas e retirada de pauta do PL 1043/2019, também foram pautas do primeiro dia de negociação O Comando Nacional dos Bancários definiu nesta quarta-feira (22), os temas das reuniões de negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Os […]

Leia mais

Sindicatos filiados