Sindicato de Piracicaba realiza 1º Curso de Paternidade Responsável

06.04.2017

Curso garante o direito conquistado na Campanha Nacional Unificada de 2016 de 20 dias de licença paternidade Teve início nesta terça-feira (04), o 1º Curso de Paternidade Responsável do SindBan (Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região). Obrigatório para os bancários que querem adquirir o direito conquistado de 20 dias de licença paternidade, o curso […]


Curso garante o direito conquistado na Campanha Nacional Unificada de 2016 de 20 dias de licença paternidade

Teve início nesta terça-feira (04), o 1º Curso de Paternidade Responsável do SindBan (Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região). Obrigatório para os bancários que querem adquirir o direito conquistado de 20 dias de licença paternidade, o curso é presencial e foi realizado em três dias: terça, quarta e quinta-feira desta semana. Prevista na cláusula 26 da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) dos bancários, a licença paternidade é uma conquista da Campanha Nacional Unificada de 2016. O direito foi determinado pela Lei 12.257, sancionada pela presidenta Dilma Rousseff, no dia 8 de março de 2016.

Divido em 6 temas, o Curso aborda desde os cuidados com a saúde do bebê, até os diretos e deveres dos pais em conformidade com o Estatuto da Criança e Adolescente. Segundo a vice-presidente do SindBan, Angela Savian, o objetivo não é apenas emitir um certificado, mas conscientizar os homens sobre a importância da relação compartilhada. “Infelizmente, vivemos em uma sociedade que joga todo o dever de educar e formar os filhos para a mulher, é preciso dividir essas tarefas, compartilhar as relações. Com o Curso, queremos conscientizar os futuros pais da importância de eles estarem presentes na educação dos seus filhos, ajudando a companheira nos cuidados com o recém-nascido, com as tarefas e com a educação”, explicou a dirigente sindical.

Para o presidente do SindBan, José Antonio Fernandes Paiva, a conquista é um grande avanço pela igualdade de direitos e deveres entre os gêneros. “Os sindicatos pressionaram a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) para reconhecer a licença, pois sabemos que acima de tudo esse direito é um avanço para buscamos uma sociedade mais igualitária. Dividir a responsabilidade da criação é um dever de qualquer pai. O Sindicato traz profissionais, como o médico ginecologista, Dr. Ronaldo Moschini, a técnica em enfermagem Fernanda Dorta e a advogada do Conselho Tutelar com especialização em Políticas Públicas, Zélia dos Reis, para preparar os futuros pais para um dos momentos mais importantes de suas vidas”, comentou Paiva.

A Lei, que se aplica também em casos de adoção, vale para os funcionários das empresas que fazem parte do programa do Governo Federal, ‘Empresa Cidadã’, assim como a licença maternidade de quatro para seis meses, conquistada pela categoria bancária em 2019. As instituições que não se aplicarem a regra, continuam sendo obrigadas a dar a licença de 5 dias, como previsto na Constituição de 1988. Para as empresas, a vantagem é poder deduzir de impostos federais o total da remuneração integral da pessoa com licença.

Para os servidores públicos federais, o decreto que estabeleceu a mudança foi publicado no ‘Diário Oficial da União’ no dia 4 de maio. Para desfrutar do direito, o benefício precisa ser solicitado no prazo de dois dias úteis após o nascimento do filho. No caso dos bancários, é necessário, também, um certificado de participação em um curso de paternidade responsável.

Confira a programação do 1º Curso de Paternidade Responsável do SindBan

Dia 4 de abril | Aula inaugural
• Tema 1: Cuidados com a saúde, pré-natal do homem e vasectomia.
Palestrante: Dr. Ronaldo Moschini – Médico Ginecologista.
Local: Salão de Eventos

Dia 5 de abril
• Tema 1: Cuidados como recém-nascido – o papel do pai no parto, licença maternidade e outros cuidados com o bebê.
Palestrante: Fernanda Teles Bonatto Dorta – Técnica de enfermagem
• Tema 2: Ser pai: o respaldo para a criança e para a mulher
Palestrante: Ana Lúcia de Oliveira – Psicóloga

• Tema 2: Relações Compartilhadas – revendo conceitos e mudando atitudes
Palestrante: Angela Savian – Vice-presidente do Sindicato dos Bancários de Piracicaba

Dia 6 de abril
• Tema 1: Licença Paternidade: avanços e condições para obtê-la.
Palestrante: José Antonio Fernandes Paiva – Presidente do Sindicato dos Bancários de Piracicaba e região
• Tema 2: Diretos e Deveres dos Pais em conformidade com o Estatuto da Criança e Adolescente
Palestrantes:
Zélia dos Reis – Advogada do Conselho Tutelar com especialização em Políticas Públicas
Rodolpho Hoff Junior – Membro do Conselho Tutelar
Euclidia Maria B. L. Fioravante – presidente do Conselho Municipal da Criança e Adolescente.

Fonte: Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região

 

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados