Sindicato dos Bancários de Campinas pede esclarecimento ao Ministério Público sobre vagas na Fundação Bradesco

13.11.2012

O Sindicato dos Bancários de Campinas e Região solicitou à Promotora de Justiça Sandra Bertagni, do Ministério Público do Estado de São Paulo, em ofício (veja aqui) encaminhado na semana passada, uma reunião de esclarecimento sobre o processo de ingresso de novos alunos na Fundação Bradesco. Em recente contato, o Bradesco confirmou verbalmente ao Sindicato […]

O Sindicato dos Bancários de Campinas e Região solicitou à Promotora de Justiça Sandra Bertagni, do Ministério Público do Estado de São Paulo, em ofício (veja aqui) encaminhado na semana passada, uma reunião de esclarecimento sobre o processo de ingresso de novos alunos na Fundação Bradesco. Em recente contato, o Bradesco confirmou verbalmente ao Sindicato que foram alterados a inscrição e o critério para definição de vagas, por determinação do Ministério Público. Segundo o Banco, comunidade e funcionários inscrevem seus filhos ao mesmo tempo; antes o processo era separado entre os dois segmentos. E, para definir as vagas, o critério é socioeconômico; com prioridade aos bairros localizados nos arredores da escola. “O novo critério exclui os filhos dos funcionários”, avalia o diretor do Sindicato, Lourival Rodrigues.

A mudança nas regras da Fundação, inclusive, foi ponto de pauta na reunião com a gerente de Relações Sindicais, Eduara Cavalheiro, realizada no dia 23 de outubro último, ocasião em que o Sindicato cobrou maior cobertura do Saúde Bradesco na Região. Para o diretor Lourival, “mudar as regras sem avisar os interessados é inaceitável. Durante a reunião com a diretora de Relações Sindicais, observamos que Bradesco sempre negou a bolsa de estudo para faculdade porque já oferece educação aos filhos dos funcionários através da Fundação. E agora? Queremos que o Banco garanta vagas para nossos filhos”. Como destacou o diretor do Sindicato, Daniel Ortiz, “a mudança deixa os filhos dos funcionários sem vagas, sem escola; o que resulta em gastos extras”.

Filhos na fundação

Segundo informações da diretora da Fundação Bradesco, apresentadas em reunião com diretores do Sindicato para debater as novas regras, no dia 8 de outubro último, os filhos dos funcionários representam 10% dos alunos; na educação infantil, única série que houve abertura de vagas neste ano, esse percentual chega a 30%.

Fonte: SEEB Campinas

Notícias Relacionadas

Banco do Brasil aprova atualização da Tabela PIP para beneficiar trabalhadores do Previ Futuro

Mudança na Pontuação Individual do Participante permite aumento na contribuição adicional e soma mais recursos para a aposentadoria, atendendo a antiga reivindicação dos funcionários O Banco do Brasil aprovou as mudanças na Tabela PIP (Pontuação Individual do Participante), uma reivindicação antiga dos trabalhadores, que permitirá aumentar a contribuição adicional para a aposentadoria. O anúncio foi […]

Leia mais

Eleições da Funcef: votação segue até sexta-feira (19)

Participantes da ativa e assistidos dos planos de previdência podem votar até sexta-feira (19), mas a orientação é não deixar para a última hora Teve início nesta terça-feira (16), a votação para as Eleições Funcef. Participantes dos planos de previdência da Funcef podem votar para definir quem vai ocupar a diretoria de Administração e Controladoria, […]

Leia mais

Feeb SP/MS dá posse para nova Diretoria

                Diretoria eleita assume quadriênio 2024/2028 A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) empossou a nova diretoria da entidade, eleita durante o VIII Congresso Interestadual, realizado em março, em São Paulo. A posse foi oficializada no dia 08 […]

Leia mais

Sindicatos filiados