Sindicato dos Bancários de Santos alerta clientes para greve a partir do dia 19

17.09.2013

A diretoria do Sindicato dos Bancários de Santos e Região está passando nas portas das agências bancárias da região com carro de som para avisar que os bancários vão entrar em greve, dia 19, nesta quinta-feira, por tempo indeterminado porque os banqueiros oferecem reajuste de 6,1%, índice abaixo da inflação, assediam e demitem bancários (as) […]

A diretoria do Sindicato dos Bancários de Santos e Região está passando nas portas das agências bancárias da região com carro de som para avisar que os bancários vão entrar em greve, dia 19, nesta quinta-feira, por tempo indeterminado porque os banqueiros oferecem reajuste de 6,1%, índice abaixo da inflação, assediam e demitem bancários (as) para bater metas, arrocham salários e estão pressionando deputados para retirar direitos dos trabalhadores com a terceirização.

Por outro lado, os bancos ganharam 30 bilhões nos primeiros seis meses deste ano, aumentando os juros cobrados da população e demitindo trabalhadores. Os clientes são obrigados a esperar horas nas filas, os bancários acumulam funções e os banqueiros se divertem com os lucros gigantescos.

Esta situação vai piorar se o Projeto de Lei 4330, da terceirização e de interesse do empresariado, for aprovado no CONGRESSO NACIONAL. Isto será um desastre na vida dos bancários e de todos os trabalhadores.

A proposta visa escancarar o uso de trabalhadores terceirizados em diversos setores e reduzir direitos. Segundo estudos do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), quem trabalha em firmas terceirizadas:

– Recebe salário 27% menor que o contratado direto;
– Tem jornada semanal de 3 horas a mais;
– Permanece 2,6 anos a menos no emprego do que um trabalhador contratado diretamente;
– A rotatividade é maior – 44,9% entre os terceirizados, contra 22% dos diretamente contratados;
– A cada 10 acidentes de trabalho, oito acontecem entre os trabalhadores terceirizados. O número de óbitos no local de ofício é cinco vezes maior do que entre os contratados diretos, nos setores petrolífero e elétrico.

Por tudo isso, os bancários estão em greve e convocam a população e os trabalhadores a protestar contra o desemprego, a falta de bancários para atendê-lo, a cobrança de juros altos e o massacre dos trabalhadores (as) com a terceirização.

Todos os bancários estão convocados

Assembleia de organização da greve nesta quarta-feira, dia 18, na Av. Washington Luiz, 140, na sede do Sindicato, às 19h. 

Fonte: Sindicato dos Bancários de Santos

Notícias Relacionadas

Bancários criam Comitê de Luta durante Congresso Nacional

Comitê nacional lutará para defender o BB como instituição pública e em apoio a projeto de Governo que fortaleça o banco e sua função social, de indutor do crescimento econômico com geração de emprego e renda O papel do Banco do Brasil na reconstrução do país foi um dos temas em destaque no 33° Congresso […]

Leia mais

Coe Itaú entrega pauta de reivindicação específica ao Banco

O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú Os representantes da Comissão de Organização dos Empregados (COE) Itaú entregaram nesta quinta-feira (23), a pauta de reivindicação específica do banco. O documento é resultado do Encontro Nacional dos Bancários do Itaú. “Reafirmamos o nosso compromisso com o banco de negociação permanente, através da […]

Leia mais

Campanha Nacional: Bancários definem temas das próximas negociações com os bancos

Demissão em massa pelo Mercantil do Brasil no Rio de Janeiro; abono do banco de horas negativas e retirada de pauta do PL 1043/2019, também foram pautas do primeiro dia de negociação O Comando Nacional dos Bancários definiu nesta quarta-feira (22), os temas das reuniões de negociações com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Os […]

Leia mais

Sindicatos filiados