Sindicato dos bancários lança campanha salarial em Amparo

08.10.2020

O Sindicato dos Bancários de Campinas e Região lançou na manhã desta sexta-feira, dia 20, a Campanha Nacional dos Bancários 2010 em Amparo, onde está instalada a primeira subsede da entidade, inaugurada em 1984. Os dirigentes sindicais percorreram o centro da cidade durante 1h30, com manifestações em frente as agências e distribuição de folheto específico sobre […]

O Sindicato dos Bancários de Campinas e Região lançou na manhã desta sexta-feira, dia 20, a Campanha Nacional dos Bancários 2010 em Amparo, onde está instalada a primeira subsede da entidade, inaugurada em 1984. Os dirigentes sindicais percorreram o centro da cidade durante 1h30, com manifestações em frente as agências e distribuição de folheto específico sobre a campanha à população e aos bancários. O lançamento foi animado com marchas de Carnaval, sob o comando da Banda Nossa. A exemplo de Campinas, onde a campanha foi lançada ontem (19), bancários, clientes e usuários apoiaram a manifestação.
 
Na campanha deste ano, os bancários reivindicam reajuste de 11% (reposição da inflação no período de setembro/09 a agosto/10, mais 5% de aumento real); piso igual ao salário mínimo do Dieese (R$ 2.157,88); Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de três salários, mais R$ 4 mil; previdência complementar para todos; entre outros itens.
 
A pauta de reivindicações da campanha, aprovada na 12ª Conferência Nacional dos Bancários, realizada entre os dias 23 e 25 de julho no Rio de Janeiro, foi entregue à Fenaban (Federação Nacional de Bancos) no último dia 11 e na próxima terça-feira, dia 24, será realizada a primeira rodada de negociação; na pauta, Saúde e Condições de Trabalho. A data-base da categoria é 1º de setembro.
 
Neste ano, o slogan da campanha é “Outro banco É Preciso. Pessoas em 1º Lugar”. Os bancários querem discutir questões específicas e, ao mesmo tempo, retomar o debate sobre o sistema financeiro nacional, a começar pela regulamentação do artigo 192 da Constituição Federal, pendente desde 1988.

Bancários reivindicam:
Emprego
Mais contratações
Ampliar a contratação de mulheres, negros e pessoas com deficiência, garantindo igualdade de oportunidades
Garantia de emprego
Qualificação e requalificação profissional
 
Remuneração e Previdência
Reajuste salarial de 11% (inflação do período mais 5% de aumento real).
Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de três salários mais R$ 4 mil para cada funcionário
Piso salarial no valor do salário mínimo do Dieese (R$ 2.157,88).
Elevação do auxílio-refeição, cesta-alimentação, 13ª cesta-alimentação e auxílio-creche/babá para o valor de um salário mínimo para cada item
Previdência Complementar para todos os bancários
 
Sistema Financeiro
Regulamentação do artigo 192 da Constituição Federal
Regulamentação da remuneração dos executivos
Democratização e ampliação do Conselho Monetário Nacional (CMN)
Regulamentação do papel social dos bancos
Fim dos correspondentes bancários
 
Saúde do Trabalhador
Fim das metas abusivas
Combate ao assédio moral
Proteção contra os riscos de acidente de trabalho ou doença ocupacional
Programa de Reabilitação Profissional
Prevenção de adoecimento e promoção da saúde da mulher
Assistência médica, hospitalar, odontológica e medicamentosa
 
Segurança Bancária
Assistência médica e psicológica às vítimas de assaltos, sequestros ou extorsões
Ampliação dos equipamentos de prevenção
Adicional de risco de vida de 30% para agências, postos e tesouraria
Proibição de transporte de valores e guarda das chaves pelos bancários
Estabilidade provisória para vitimas de assaltos, sequestros e extorsões
 
Calendário de lançamento
Dia 23, segunda-feira, Americana
Dia 25, quarta-feira, Mogi Guaçu e São João da Boa Vista
O lançamento será realizado no período da manhã.
 
Folheto da Campanha
Veja abaixo a íntegra do texto divulgado no folheto específico da Campanha.
 
Outro Banco é Preciso.
Pessoas em 1º lugar
Este é o slogan da Campanha Nacional dos Bancários neste ano. Para os mais de 400 mil trabalhadores de bancos públicos e privados é possível construir um sistema financeiro comprometido com o desenvolvimento do país. É possível estabelecer instituições financeiras voltadas às pessoas; sejam elas, trabalhadores do próprio sistema, clientes ou usuários.
Ao mesmo em que conclama você, cidadão, a participar desse movimento, a categoria bancária inicia a sua mobilização nacional e unificada visando renovar o Contrato Coletivo de Trabalho, também conhecido por Acordo Coletivo. Os bancários querem, a partir de setembro, garantir melhor remuneração, ampliar benefícios e condições dignas de trabalho, que propiciem qualidade de vida. Os bancários querem ainda mais contratações para que possam prestar efetivamente um atendimento decente, adequado.
Uma tarefa árdua, porém não impossível de se concretizar. A categoria bancária, consciente de seu papel na relação capital/trabalho e na sociedade, novamente se coloca em defesa de seus direitos, enquanto trabalhadores, e em defesa de um sistema financeiro sintonizado com as pessoas, sintonizado com o desenvolvimento econômico e social. Contamos, novamente, com seu apoio e compreensão.

Campanha Nacional dos Bancários 2010
 
 
Jairo Gimenez
Assessoria de Imprensa
Sindicato dos Bancários de Campinas e Região

Notícias Relacionadas

Dia Mundial de Combate à Aids

O dia 1º de dezembro é o Dia Mundial  de Combate à Aids. A data foi escolhida pela Organização Mundial de Saúde e é celebrada anualmente desde 1988 no Brasil, um ano após a Assembleia Mundial de Saúde que fixou a data de comemoração. O objetivo da data é conscientizar as pessoas para o problema, acabar […]

Leia mais

Caixa propõe usar GDP na Promoção por Mérito

Na terceira rodada de negociação, Caixa rejeita proposta apresentada pelos representantes dos empregados e insiste na utilização da GDP O Grupo de Trabalho (GT) sobre Promoção por Mérito na Caixa Federal se reuniu ontem (29) com representantes do banco para a terceira reunião sobre o tema. A primeira ocorreu no último dia 10 e a […]

Leia mais

Vitória da Categoria: PL 1043 é retirado da pauta de votação

Projeto de Lei que autoriza a abertura das agências e o trabalho bancário aos sábados, domingos e feriados foi retirado da pauta de votação na CDC da Câmara dos Deputados; pressão da categoria foi fundamental O Projeto de Lei 1.043/2019, que autoriza a abertura de agências e o trabalho bancário aos sábados domingos e feriados foi […]

Leia mais

Sindicatos filiados