Sindicatos da base da Federação aprovam rejeição à proposta da Fenaban e greve a partir da próxima terça-feira

02.09.2016

Sindicatos realizaram assembleias na noite da quinta-feira (01). Mais sindicatos realizarão assembleias na noite desta sexta-feira (02) e também nos dias 05 e 06 de setembro para deliberar sobre o índice oferecido pela Fenaban e sobre o chamado de greve Os Sindicatos de Campinas, Guaratinguetá, Piracicaba, Ribeirão Preto e São José dos Campos, filiados à […]


Sindicatos realizaram assembleias na noite da quinta-feira (01). Mais sindicatos realizarão assembleias na noite desta sexta-feira (02) e também nos dias 05 e 06 de setembro para deliberar sobre o índice oferecido pela Fenaban e sobre o chamado de greve

Os Sindicatos de Campinas, Guaratinguetá, Piracicaba, Ribeirão Preto e São José dos Campos, filiados à Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) realizaram assembleias em suas bases na noite desta quinta-feira (01) e aprovaram a rejeição à proposta de reajuste apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) com indicativo de greve a partir da 0h00 do dia 06 de setembro, conforme orientação da FEEB-SP/MS e do Comando Nacional dos Bancários.

A proposta apresentada pela Fenaban no último dia 29 de agosto e mantida no dia 30, última rodada de negociação, propõe um reajuste de 6,5% mais um abono de R$3 mil. A fórmula de cálculo da PLR se mantém inalterada e as clausulas sociais foram todas negadas.

“Além de ser uma proposta rebaixada, que impõe perdas econômicas aos trabalhadores, a Fenaban não apresentou qualquer avanço nas cláusulas sociais, ignorando a necessidade de discutir manutenção do emprego, saúde e segurança e também a melhoria da PLR, cuja fórmula está defasada frente aos altíssimos lucros dos bancos e sucessivos cortes nos postos de trabalho, impedindo uma distribuição mais justa. Todas, questões de extrema importância para a melhoria da qualidade de vida dos bancários. Situação que não deixa alternativas à categoria, a não ser a mobilização com paralisação dos postos de trabalho como forma de resistência”, explica Jeferson Boava, vice-presidente da Federação e representante da entidade no Comando Nacional dos Bancários.
“Por isso, nós da FEEB-SP/MS e do Comando Nacional dos Bancários, orientamos aos sindicatos da nossa base a rejeição da proposta e aprovação do indicativo de greve, a partir da meia noite da próxima terça-feira”, afirma.

Sindicatos da base ainda realizarão assembleias na noite desta sexta-feira (02) e também nos dias 05 e 06 de setembro para deliberar sobre o índice oferecido pela Fenaban e sobre o chamado de greve.

Foto: Júlio César Costa – Seeb Campinas

 

 

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados