Sindicatos e Fenaban negociam acordo sobre banco de horas

28.04.2020

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP MS), participou hoje, 28/04, junto com o Comando Nacional dos Bancários (CN) e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) de mais uma videoconferência. Desta vez, o encontro foi para discutir a construção de um acordo sobre […]

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP MS), participou hoje, 28/04, junto com o Comando Nacional dos Bancários (CN) e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) de mais uma videoconferência. Desta vez, o encontro foi para discutir a construção de um acordo sobre banco de horas para toda a categoria. A Fenaban se comprometeu a apresentar sua proposta para avaliação do Comando nos próximos dias.

O acordo objetiva estabelecer regras para compensar as horas acumuladas pelos bancários afastados do trabalho em função da pandemia, mas que não estão em férias e nem exercendo suas funções em casa (home office).

Manter CCT e emprego

O prazo de vigência da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), assinada em 2018, termina em setembro deste ano (data-base). Diante do atual quadro de pandemia, de distanciamento social (quarentena), o Comando reivindicou à Fenaban a aplicação da ultratividade da CCT; ou seja, a prorrogação automática da atual Convenção Coletiva até à assinatura de novo instrumento jurídico.

O Comando reivindicou, ainda, a discussão do trabalho bancário pós pandemia; entre
outros temas, home office e garantia de emprego e salários.

Negociação durante pandemia

Em tempos de COVID-19, os sindicatos e os bancos iniciaram um amplo processo de negociação. A primeira reunião para discutir medidas visando impedir a disseminação da doença nos locais de trabalho aconteceu no dia 12 de março, um dia após a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarar a pandemia do novo coronavírus.

Além da instalação de um comitê de crise, o Comando assegurou a liberação de parte da categoria para trabalhar em casa (home office), com manutenção dos salários e direitos, garantiu a distribuição de máscaras e protetor de acrílico em guichê de atendimento, conseguiu antecipar a vacinação contra a gripe, e os bancos Itaú, Bradesco e Santander assumiram compromisso de não demitir durante a pandemia. Sem falar que o Banco Central (BC) orientou redução do horário de atendimento, após pedido do Comando.

E mais: dado a uniformização dos procedimentos nos locais de trabalho, em todo o país, estabelecida entre os sindicatos e os bancos, o índice de contaminação no meio bancário é baixa, segundo informou a Fenaban durante a reunião de hoje (28 de abril). “O que prova que o processo de negociação é o melhor caminho. Não apenas para garantir direitos, mas também condições de trabalho”, avalia a presidente do Sindicato dos Bancários de Campinas, Ana Stela, que participou da reunião entre o Comando e a Fenaban.

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados