Suspensão de contribuição o Prevmais

25.06.2020

O Economus está divulgandoem seu site que os participantes ativos do Prevmais podem suspender todas as contribuições ao plano, como alternativa para enfrentar eventual dificuldade financeira. Pelo estatuto, a suspensão pode ser de 3 meses até 1 ano. Esclarece que quem optar por suspender os pagamentos fica sem cobertura de risco, ou seja, fica sem […]

O Economus está divulgandoem seu site que os participantes ativos do Prevmais podem suspender todas as contribuições ao plano, como alternativa para enfrentar eventual dificuldade financeira. Pelo estatuto, a suspensão pode ser de 3 meses até 1 ano.

Esclarece que quem optar por suspender os pagamentos fica sem cobertura de risco, ou seja, fica sem cobertura por eventual morte ou invalidez. Reafirmando, se ocorrer a morte ou invalidez durante o período de suspensão o participante perde o direito a complementação da aposentadoria. Vai ter direito ao saldo que tiver na sua conta do prevmais. Mas é preciso ressaltar que muitos tem benefício saldado do plano antigo, e o risco está todo no novo plano. Além disso, o período de suspensão não conta para efeito de complementação da aposentadoria e o Banco também deixa de fazer as suas contribuições.

Portanto, isso significa uma perda muito grande para o participante. Além de ficar exposto ao risco que não é mais coberto, o participante está abrindo mão de uma poupança que rende 100% no ato da sua contribuição.

Explicando: Se o participante contribui com R$ 400,00 por mês, o banco deposita mais R$ 400,00 o que dá um total de R$ 9.600,00 num ano. Com a suspensão você deixa de ter isso na sua conta para economizar R$ 4.800,00.
Fazemos este esclarecimento para alertar a todo participante para não utilizar esta opção. Existem outras alternativas para enfrentar eventuais dificuldades financeiras.

Abraço a todos.
 
David Zaia
Vice-presidente da FEEB 

Notícias Relacionadas

Santander implementa teletrabalho em áreas administrativas

Modalidade é válida para áreas administrativas e contemplam eixo São Paulo e Rio de Janeiro O Santander anunciou que irá implementar o teletrabalho (home office). A modalidade é válida para bancários das áreas administrativas, lotados majoritariamente no eixo São Paulo e Rio de Janeiro, segundo as regras previstas na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. As […]

Leia mais

Santander paga PLR e demais adicionais no dia 28 de fevereiro

Representantes da Comissão de Organização de Empregados (COE/Santander) foram informados nesta terça-feira (01), sobre a data de pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). O valor será creditado no dia 28 deste mês. Junto com a PLR bancárias e bancários do Santander receberão os percentuais do Programa Próprio de Resultados do Santander (PPRS), do […]

Leia mais

Feeb SP/MS monta grupo de trabalho para discutir metas com Banco Itaú

Prazo para organização de grupos de representação se encerrou no último dia 31 Bancários representados pela Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul formalizaram o pedido junto ao banco para montagem de um grupo de trabalho para discussão de metas. De acordo com a cláusula 87 da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Sindicatos filiados