Trabalhadores do Itaú conquistam anistia total das horas negativas

31.10.2022

Na última sexta-feira (28), a Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú e a direção do banco, negociou o acordo de banco de horas negativas. O objetivo é a garantia dos direitos dos trabalhadores que foram afastados ou colocados em regime de rodízio nas agências, por conta da pandemia da Covid-19 O  resultado da […]

Na última sexta-feira (28), a Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú e a direção do banco, negociou o acordo de banco de horas negativas. O objetivo é a garantia dos direitos dos trabalhadores que foram afastados ou colocados em regime de rodízio nas agências, por conta da pandemia da Covid-19

O  resultado da reunião garante que os trabalhadores que não conseguiram compensar as horas negativas até esta segunda-feira (31), terão o banco de horas anistiado completamente.

“Visamos a garantia dos direitos dos trabalhadores afastados ou colocados em regime de rodízio nas agências, por conta da pandemia de coronavírus. É uma importante decisão para o bancário e o movimento sindical”, explica Reginaldo Breda, secretário geral da Federação dos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS).

O acordo de compensação das horas negativas, assinado em fevereiro de 2021, previa que os bancários teriam um período de 18 meses, a partir do mês de março seguinte, com o limite de duas horas por dia, para compensar as horas negativas. Este acordo seria revisado a cada três meses, podendo ser prorrogado em mais seis meses, caso os trabalhadores não estivessem conseguindo zerar os seus bancos.

Todos os membros da COE analisaram como a boa relação que construíram com o departamento do banco e positivas para os trabalhadores. “Seguimos agora com as negociações de outros temas como o parcelamento de dívidas, PCR e teletrabalho”, conclui Breda.

Notícias Relacionadas

Comando Nacional dos Bancários entregará minuta de reivindicações à Fenaban no dia 18

No mesmo dia, trabalhadores do BB e da Caixa farão a entrega das minutas específicas de cada banco O Comando Nacional dos Bancários entregará à Federação Nacional do Bancos (Fenaban), na próxima terça-feira (18), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho […]

Leia mais

Bancários aprovam minuta de reivindicações da Campanha Nacional 2024

Documento, que servirá de base à renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria, será entregue à Fenaban no próximo dia 18 Bancárias e bancários, de todo o Brasil, aprovaram, em assembleias realizadas nesta quinta-feira (13), a minuta de reivindicações que servirá de base à Campanha Nacional de 2024, para a renovação da Convenção Coletiva […]

Leia mais

Contraf-CUT pede informações à Caixa sobre PDV

Objetivo é garantir a transparência do processo e amenizar ansiedade dos trabalhadores A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) enviou, nesta terça-feira (11), um ofício à Caixa Econômica Federal solicitando informações sobre o Programa de Desligamento Voluntário (PDV) do banco. No ofício, a Contraf-CUT observa que “o prazo de adesão” ao PDV “se […]

Leia mais

Sindicatos filiados