Veja como foi a participação da FEEB-SP/MS no Encontro Nacional dos Bancos Privados

29.05.2015

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) participou do Encontro Nacional de Bancos Privados, realizados nos dias 26 e 27 de maio, em São Paulo. Voltado para os funcionários dos bancos Bradesco, Itaú, HSBC e Santander, o encontro foi dividido em quatro grupos que […]

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (FEEB-SP/MS) participou do Encontro Nacional de Bancos Privados, realizados nos dias 26 e 27 de maio, em São Paulo.

Voltado para os funcionários dos bancos Bradesco, Itaú, HSBC e Santander, o encontro foi dividido em quatro grupos que tiveram reuniões separadas em hotéis na região central da cidade. O objetivo da atividade é debater as condições de trabalho com os funcionários e atualizar as principais reivindicações da categoria, que darão origem a pautas específicas e ao final, serão entregues aos dirigentes de cada instituição financeira.

Bradesco

Para o Encontro Nacional dos Funcionários do banco Bradesco, realizado no Hotel Braston San Raphael, no Largo do Arouche, a FEEB-SP/MS enviou 10 delegados, escolhidos entre os dirigentes sindicais de sua base durante o Encontro Estadual de Bancos Privados, realizado no último dia 20, em Caraguatatuba.

A reunião iniciou com apresentação do DIEESE sobre o comparativo entre o balanço dos bancos no 3º trimestre e com foco nos resultados do Bradesco, foi realizada também uma análise sobre a estrutura da Holding do banco e a estratégia de organização para a construção do ramo financeiro. O planejamento da estratégia da Comissão de Organização dos Empregados do Bradesco (COE Bradesco) também foi discutido com os participantes, que decidiram pela retomada da "Campanha de Valorização dos Funcionários do Bradesco". De acordo com Lourival Rodrigues, que juntamente com Edilson Julian representa a Federação junto à COE Bradesco, foram definidos os seguintes eixos como prioritários: defesa do emprego, melhores condições de trabalho, implantação de um Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS), contratação da remuneração total, auxílio educação e plano de saúde.

A campanha de valorização terá ainda a data de início definida pela COE em Junho.
“Deste encontro saíram 6 eixos prioritários que constarão da minuta de reivindicações que serão apresentadas ao banco em junho, em data a ser definida, destes itens, ‘auxílio educação’ e ‘plano de saúde’ são contribuições da Federação de São Paulo e Mato Grosso do Sul. Entendemos que todos os outros eixos aprovados são reinvindicações importantes, mas o grupo de trabalho da FEEB-SP/MS elegeu estas duas questões apontadas por nossas bases, como nossas prioritárias, entre outros motivos, porque elas dialogam bastante com as necessidades dos funcionários. O Bradesco é o único dos privados que não paga auxílio educação e vamos lutar por isso, outro direito que também ainda não foi concedido aos empregados é no campo da assistência médica, queremos transformar o atual seguro-saúde em plano de saúde. A participação neste Encontro Nacional dos Funcionários do Bradesco é muito importante e fruto de duas medidas que também são de extrema relevância: 1) o sindicato ouvindo suas bases e tirando delas as principais reivindicações e as transformando em minuta específica dos empregados do banco Bradesco e 2) a Federação enviando representantes das suas bases para fazer esta discussão no Encontro Nacional.

Santander

O Encontro Nacional dos Funcionários do Santander, ocorrido no Hotel Boulevard, na Av. São Luiz, na região da República, contou com 12 delegados da base da Federação, entre eles, Cristiano Meibach, que representa a FEEB-SP/MS na COE Santander. Os temas e resoluções retirados do encontro dos funcionários do Santander foram os seguintes:

No campo da saúde, a orientação aos funcionários para casos em que os exames médicos são direcionados para alta, mesmo quando o paciente ainda não se encontra apto a voltar ao trabalho é de que as clínicas que operam tais práticas devem ser imediatamente denunciadas ao Conselho Regional de Medicina (CRM) e ao Ministério Público (MP) na cidade de origem, também foi discutida a criação de um grupo para aprofundar o debate da possibilidade de trazer todos os funcionários do grupo Santander pra um plano administrado pela Cabesp nas mesmas condições, no que se refere a custo, dos planos oferecidos pela Unimed e Saúde Bradesco ao Banco e a solicitação à Contraf, de assessoria técnica para aprofundar o debate sobre os planos de Saúde.

No campo da previdência, discutiu-se a produção de material específico e explicativo para trabalhar junto aos funcionários uma campanha nacional com o tema: “Previdência porque tê-la?” com o objetivo de apresentar aos funcionários todos os planos de previdência do Santander, a fim de que possam escolhê-los ou até mesmo solicitar alterações com conhecimento de causa.

Também foram debatidos temas gerais, como as seguintes necessidades: negociação de tarifa ZERO para ativos e aposentados, participação da representação na Assembleia de Acionistas, denunciar agências com metas para Caixas e práticas de assédio moral, como exposição de funcionários perante a equipe.

“Participar de um encontro como este é muito positivo, pois permite a troca de informações e experiências. Como os bancos são instituições que operam a nível nacional, a reunião acaba sendo bastante rica por proporcionar a abordagem de problemas e soluções. No caso da FEEB-SP/MS, pudemos colaborar apresentando nossa experiência sobre um problema que funcionários do Santander vêm enfrentando em algumas regiões do país: abertura de agências de negócios sem porta giratória e outras medidas de segurança que servem para protegê-los. Compartilhei com os presentes a iniciativa do Sindicato de Campinas, que agiu quando o Itaú tentou abrir agência de negócios na cidade nas mesmas condições, que entrou com ações na justiça e conseguiu, com base na lei municipal e federal, impedir que funcionassem sem o devido aparato de segurança”, avalia Cristiano.

HSBC

O encontro dos funcionários do HSBC contou 12 delegados da base da FEEB-SP/MS, entre eles, Edmilson Favaron e João Analdo de Souza, que representam a Federação na COE HSBC.

A pauta principal girou em torno da saída do banco inglês do país – o HSBC anunciou na semana passada sua intenção de vender seus ativos no Brasil – e formas de resistência, a fim de preservar os empregos dos 21 mil trabalhadores bancários que a instituição financeira possui em todo país. Na última quarta-feira (27), integrantes do movimento sindical fizeram manifestação em frente à sede do Banco Central, na Av. Paulista para chamar a atenção para a situação dos empregados do banco, que enfrentam a ameaça de perderem seus empregos com a saída do HSBC.

Nesta quinta-feira (28), o Presidente do HSBC Brasil, André Guilherme Brandão confirmou durante reunião com o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, realizada em São Paulo, que a direção mundial do banco estuda vender seus ativos e encerrar as operações no país. De acordo com entrevista concedida por Fruet ao portal Congresso em Foco, Brandão informou também que a subsidiária brasileira vem tentando convencê-los a se manterem no Brasil, sob o argumento de se tratar de um mercado importante para suas operações.

A mobilização em defesa dos trabalhadores do HSBC vem realizando ações, como contato com parlamentares e também autoridades com autoridades do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e do Banco Central (BC) e novas ações foram programadas pelos movimentos sindicais em busca de garantias da preservação dos postos de trabalho:

01/06/15 – Audiência de mediação junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT);
03/06/15 – Audiência Pública, às 9h, na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP).
Eventos ainda por definir data:
– Audiência Pública – Câmara dos Deputados – Brasília;
– Reunião com Ministro do Trabalho;
-Reunião com OIT – Brasília;
-Ministério da Fazenda.

Itaú

O Encontro Nacional dos Funcionários do Itaú, realizado no Hotel Braston, na Rua Martins Fontes, contou com 15 delegados da base da FEEB-SP/MS, sendo Walmir Gomes e Mauri Sérgio Martins de Souza os representantes da Federação na COE Itaú.

Durante o encontro foram aprovados os seguintes eixos: remuneração, emprego, saúde e condições de trabalho, previdência complementar e assistência médica.

“A participação no encontro foi muito positiva. A maioria das propostas que levantamos no nosso Encontro Estadual, em Caraguatatuba compõem os eixos aprovados, o que demonstra que estamos sintonia com as necessidades apontadas pelos representantes das federações de outras regiões do país”, explica Walmir Gomes.

A pauta das reivindicações aprovada no encontro dos funcionários do Itaú foi entregue nesta quinta-feira (28), em reunião da COE Itaú convocada especificamente com esta finalidade. “A direção do banco se mostrou bastante receptiva e disposta a negociar e a expectativa é que estas reivindicações possam ser bem aceitas na reunião de negociação que acontecerá no próximo dia 02/06 às 10h, na sede da Contraf-CUT”, declarou Walmir, que também estava presente na reunião.

 

Notícias Relacionadas

CEBB negocia com o banco cláusulas econômicas e representação sindical

Ao término da negociação, bancários leram manifesto pela democracia Bancários do Banco do Brasil se reuniram nesta sexta-feira (12) com o banco para mais uma negociação da Campanha Nacional dos Bancários 2022, que tem por objetivo a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico dos trabalhadores do Banco do Brasil e do aditivo à […]

Leia mais

Federação dos Bancários orienta Sindicatos para realização de lives na próxima semana

Objetivo é promover o dialogo com a categoria e fortalecer pautas de luta na Campanha Nacional Conforme orientação do Comando Nacional, todo o movimento sindical deve dialogar com a categoria na próxima semana. A Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, reforça o pedido para os seus 23 sindicatos filiados, para […]

Leia mais

Negociações entre COE Santander e banco avançam

Esforço dos sindicatos foi fundamental para o avanço de pautas especificas para mulheres Nesta sexta-feira (12), representantes da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander se reuniu com o banco para dar continuidade às negociações da Campanha Nacional dos Bancários 2022, que tem por objetivo a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico […]

Leia mais

Sindicatos filiados