Veja quanto você receberá a mais de PLR com a nova tabela do IR

22.01.2013

A PLR (Participação nos Lucros e Resultados) dos trabalhadores vai ficar maior a partir de terça-feira, 1º de janeiro. A presidente Dilma Rousseff oficializou nesta semana a isenção do IR (Imposto de Renda) para o bônus de até R$ 6.000 e criou uma nova tabela de cálculo. Apesar de isentar somente a PLR de até […]

A PLR (Participação nos Lucros e Resultados) dos trabalhadores vai ficar maior a partir de terça-feira, 1º de janeiro. A presidente Dilma Rousseff oficializou nesta semana a isenção do IR (Imposto de Renda) para o bônus de até R$ 6.000 e criou uma nova tabela de cálculo.

Apesar de isentar somente a PLR de até R$ 6.000, a nova regra é boa também para quem recebe valores maiores porque prevê faixas diferentes de cálculo do IR (veja tabela abaixo).

Em 2012, um trabalhador que recebeu R$ 7.000 de PLR, por exemplo, pagou R$ 1.134,42 de IR ao entrar na maior faixa de descontos, com alíquota de 27,5%. A partir de 2013, esse desconto passará a ser de apenas R$ 75 –diferença de R$ 1.059,42.

A medida provisória que criou a isenção foi publicada em edição extra do "Diário Oficial" da União de quarta-feira (26) e definiu que a nova tabela será aplicada para o valor total da PLR paga ao trabalhador no decorrer do ano.

Se houver mais de um pagamento no mesmo ano, o IR deverá ser recalculado na segunda parcela sobre o total do bônus.

NOVA TABELA


 

CÁLCULO DA PLR

  • > O governo aumentou a isenção do Imposto de Renda sobre a Participação nos Lucros e Resultados dos trabalhadores
  • > Não terá IR o trabalhador com bônus até R$ 6.000; quem ganha mais do que esse valor, pagará IR menor
  • > O governo criou uma tabela diferente para calcular o IR da PLR (veja tabela acima)
  • > Enquanto o salário do trabalhador a partir de R$ 4.271,59 terá alíquota de 27,5% de imposto em 2013, para a PLR esse percentual só será aplicado a partir de R$ 15 mil

O BÔNUS

  • > A PLR não tem valor fixo e varia com a categoria; a dos bancários, por exemplo, é 90% do salário + R$ 1.544
  • > O valor é definido em negociação entre os trabalhadores e os patrões
  • > Em geral, o bônus considera índices de produtividade, qualidade ou lucratividade e o alcance de metas
  • > As principais categorias beneficiadas pela mudança são bancários, metalúrgicos, químicos e petroquímicos

Fonte: Folha de S.Paulo

Ver também: Governo dá isenção total de imposto de renda para PLR de até R$ 6 mil

Notícias Relacionadas

Banco do Brasil aprova atualização da Tabela PIP para beneficiar trabalhadores do Previ Futuro

Mudança na Pontuação Individual do Participante permite aumento na contribuição adicional e soma mais recursos para a aposentadoria, atendendo a antiga reivindicação dos funcionários O Banco do Brasil aprovou as mudanças na Tabela PIP (Pontuação Individual do Participante), uma reivindicação antiga dos trabalhadores, que permitirá aumentar a contribuição adicional para a aposentadoria. O anúncio foi […]

Leia mais

Eleições da Funcef: votação segue até sexta-feira (19)

Participantes da ativa e assistidos dos planos de previdência podem votar até sexta-feira (19), mas a orientação é não deixar para a última hora Teve início nesta terça-feira (16), a votação para as Eleições Funcef. Participantes dos planos de previdência da Funcef podem votar para definir quem vai ocupar a diretoria de Administração e Controladoria, […]

Leia mais

Feeb SP/MS dá posse para nova Diretoria

                Diretoria eleita assume quadriênio 2024/2028 A Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb SP/MS) empossou a nova diretoria da entidade, eleita durante o VIII Congresso Interestadual, realizado em março, em São Paulo. A posse foi oficializada no dia 08 […]

Leia mais

Sindicatos filiados